http://www.marvelsul.com.br/site/content/home/
OPINIÃO
  • Sérgio Mallandro é bisneto da Baronesa dos Três Cerros

    27/07/2013 | 22h43

    Em entrevista à rádio Atlântida FM, na última sexta (26), o comediante Sérgio Mallandro comentou que "é fã de Pelotas, onde tem parentes".

    O locutor, curioso, perguntou um pouco mais. 

    Mallandro falou então que "vem da família Maciel".

    Fomos checar melhor a história e descobrimos uma curiosidade: Sérgio Mallandro é bisneto da Baronesa dos Três Cerros. 

    O comediante informou que, em viagem sentimental a Pelotas, visitou pessoalmente o Museu da Baronesa, de sua antecedente, no Areal.

    A avó de Mallandro era Antunes Maciel, de Pelotas, o avô era da família Sá, de Rio Grande, funcionário do Banco da Província.

    A árvore genealógica mostrou mais uma curiosidade. Mallandro é primo-irmão de Gilda Russomano, mulher do jurista pelotense Mozart Victor Russomano.

    Deixe seu comentário
    4 Comentários
    • Adão Jr. - 28/07/2013 - 21h41

      Uma das experiências culturalmente mais enriquecedoras para mim, ao vir para Pelotas, foi visitar o Museu da Baronesa quando estava sendo feita uma exposição das cartas antigas da família. Uma carta em particular me chamou a atenção. Nela uma jovem da família pedia autorização para levar seu escravo pessoal (um menino de uns doze anos segundo a mesma) para o Rio de Janeiro. Na carta ela exaltava as virtudes do menino que lhe arrumava as roupas e fazia toda a sua contabilidade. Foi só lendo aquela carta que entendi a enormidade da desgraça que foi a escravidão tardia no Brasil. A horrenda cultura que se criou em que saber fazer algo não era coisa de "gente de bem". A ponto de uma jovem de mais de vinte anos e frequentadora da corte contar com uma criança de doze para fazer sua contabilidade. O bisneto da Baronesa faz piada para ganhar a vida. É, a meu ver, uma melhora.
    • gerson de ramos sebaje - 27/07/2013 - 23h32

      Que descoberta, sr. Editor, nunca antes, jamais perquirida como dissertação, tese, ou chute: a interrelação satolepina perfeita das elites com a malandragem. Comissão de Carnaval????? E aí????? (Satolepbumkitibumkitibum)
    • Simei Tabordes Gonçalves - 27/07/2013 - 22h57

      Nada como as ironias da vida para alegrar o coração.
    • Pereira - 27/07/2013 - 22h54

      Era só o que faltava, salsi fufu.