Empresa & ConsumoHistórias TopRolando nas redesRS

RBS nega, mas Portal Making of reafirma que Grupo foi vendido

Corre nas redes sociais uma postagem feita pelo jornalista Claiton Selistre no portal Making Of, reafirmando que a RBS acertou a venda de todos os seus jornais, rádios, TVs, blogs e sites. O comprador seria o mesmo empresário que adquiriu os negócios do grupo em SC: Carlos Sanchez, dono do laboratório que produz genéricos da marca EMS.

Claiton é gaúcho e foi da RBS. É uma fonte confiável, daí a repercussão e a reação da RBS com um desmentido.

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Claiton foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário em Santa Catarina. Antes atuou na  Rádio e TV Gaucha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia.

O Grupo RBS soltou a seguinte nota:

“Em relação à nota publicada no portal Making Of, o Grupo RBS informa que a empresa não foi vendida, ou seja, a informação divulgada não procede.”

O Portal Making of foi à téplica:

Informação exclusiva do Portal Making Of: o grupo RBS, proprietário de emissoras de TV, rádios e jornais no Rio Grande do Sul, já tem sua venda definida. Uma alta fonte gaucha ligada ao negócio, com pedido de anonimato, garantiu que o valor está acertado e que a forma de pagamento está no detalhe final. Valores e nomes não foram revelados no momento.

A  negociação, por outro lado, já foi informada à Rede Globo, a qual as emissoras de TV do grupo, são afiliadas, a quem cabe manifestar-se sobre a nova sociedade.

Como se recorda, há um ano as emissoras da RBS SC foram vendidas para uma parceria que tinha inicialmente o empresário gaúcho Lírio Parisotto e o paulista Carlos Sanchez, dono do grupo NC – fabricante dos medicamentos EMS. Porém, no último momento, a Globo pediu a saída de Parisotto devido a acusação de agressão formulada na justiça pela ex-modelo e atriz Luíza Brunet. Carlos Sanchez, então, ficou com o negócio catarinense e é muito provável que ele tenha comprado agora a parte gaúcha com outro sócio.    

Estrategicamente a informação oficial sobre o assunto será dada depois da eleição.      

Ver Mais

Conteúdos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close