Connect with us

Pelotas e RS

Como eram os domingos pela manhã

Publicado

on

Ayrton Senna fez dos domingos pela manhã, e de algumas madrugadas, momentos especiais para muitos brasileiros. Não tinha vergonha de erguer a bandeira verde e amarela. Ele o fez pela primeira em Long Beach, na Califórnia, por uma razão bastante interessante.

No dia anterior, 20 de Junho de 1986, a Seleção Brasileira, de Zico, Sócrates e Júnior, havia sido eliminada da Copa do Mundo pela França de Michel Platini.

Quando recebeu a bandeirada, Senna parou sua Lotus e pediu uma bandeira brasileira. Na época, Senna era piloto da Lotus-Renault.

Ainda que não fosse adepto do Futebol era torcedor do Corinthians e naquele dia decidiu que se vencesse a corrida ergueria a bandeira verde e amarela, sua determinação em vencer coroou um gesto simbólico, porém cuja proporção o transformou num mito do cotidiano de todo o brasileiro.

A corrida, em si, foi tão marcante que o escritor Garth Stein, na apresentação de seu livro “A Arte de Correr na Chuva”, narrou que naquela tarde “um piloto era, obviamente, mais rápido que os outros. Ele largou na pole position e, depois de perder muitas posições por causa de um problema no pneu, retomou a liderança e venceu a corrida.”

Os anos se passaram e Ayrton Senna da Silva passou a ser Ayrton Senna do Brasil. O “Tema da Vitória”, antes usado para comemorar as vitórias de outros brasileiros, tornou-se a sua marca registrada.

Publicidade

Abaixo, três fotos do circuito de Mônaco, feitas por Gustavo 

O contexto era de um país descrente em seus governantes, mas que se dava ao luxo de acordar cedo aos domingos para desfrutar de um espetáculo em pistas europeias.

O País do Futebol também madrugava para assistir às corridas no Japão e na Austrália. Entre 1986 e 1994 se passaram oito anos e Senna já era tricampeão do Mundo.

No final de 1993 havia saído em busca de bater os recordes de Fangio, à época o maior vencedor da categoria, com cinco títulos mundiais. Aceitou o convite de Sir Frank Williams e passou a guiar aquele que em tese era o melhor carro da categoria, o FW-16.

Ninguém poderia imaginar que um projeto que contava com a participação dos melhores engenheiros do automobilismo viria a falhar, e esta daria cabo a uma fatalidade, o que nos leva para a manhã de 1º de Maio de 1994, no circuito italiano Dino e Enzo Ferrari, próximo à Bolonha.

Dois eventos terríveis já tinham manchado aquele final de semana. Nos treinos de sexta-feira Rubens Barrichelo literalmente decolou e teve a sorte de ter quebrado apenas o braço. No dia seguinte, no treino de classificação, o austríaco Roland Ratzenberger faleceu depois de colisão na curva “Villeneuve”. Já na largada um incidente deixou mais feridos, mas a corrida prosseguiu.

Depois de algumas voltas guiadas pelo Safety Car, Senna, que havia largado na Pole Position, era seguido por Schumacher, passada a reta a sua Williams-Renault se aproximou dos 340Km/h e eis que escuto: “Senna bateu, Senna bateu forte”. Saí correndo em direção a meu Pai e perguntei se era grave, ele apenas balançou a cabeça, em silêncio.

Naquele dia Ayrton Senna do Brasil faleceu, aos 34 anos de idade. Seu funeral parou a cidade de São Paulo, mas há um detalhe que foi revelado alguns dias depois, pois Senna pedira a um de seus mecânicos que lhe conseguisse uma bandeira da Áustria e disse ao seu amigo Galvão Bueno: “eu vou vencer a corrida e homenagear o austríaco”. Seria a primeira vez desde 21 de Junho de 1986 que Senna comemoraria uma vitória sem a bandeira do Brasil.

Publicidade

A mim há um vácuo tão grande quanto a perda de um familiar. Foi a primeira vez que me deparei com a realidade da morte e até hoje sou grato por poder ter visto grande parte de suas corridas, algumas delas épicas e como há pouco espaço apenas sugiro ao leitor o vídeo abaixo.

Deliciem-se com uma volta mágica daquele nos fazia crer que o Brasil pode ser um país justo, igualitário e provido de moralidade e decência.

Publicidade
Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Especial

Sistema de agendamento para vacinação infantil está disponível

Publicado

on

Sistema de agendamento para vacinação infantil está disponívelPais e responsáveis podem acessar o site para escolher o melhor dia e horário para a criança receber a vacina contra a Covid-19

Foi disponibilizado nesta terça-feira (18), no site do coronavírus da Prefeitura, o acesso para que pais ou responsáveis façam o agendamento para a vacinação das crianças entre 5 e 11 anos, com comorbidades ou deficiências. O sistema foi desenvolvido pela Companhia de Informática de Pelotas (Coinpel) com o objetivo de agilizar o atendimento e evitar aglomerações ou tempo maior de espera na Unidade de Vacinação Infantil instalada na Unidade Básica de Atendimento Imediato (Ubai) Navegantes, onde o processo começará nesta quarta-feira (19).

———————————————————————————————-

Acesse o sistema de agendamento da vacinação das crianças aqui

———————————————————————————————-

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece que, caso o usuário tenha dificuldade ou não tenha acesso à internet, poderá fazer a marcação para imunização da criança em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS).

O próprio sistema fará o cálculo do número diário de agendamentos disponibilizados para vacinação e liberará para a população. A previsão é que sejam feitas dez aplicações de vacina a cada meia hora. É preciso considerar também que, após a aplicação, as crianças deverão ficar em observação, em um espaço apropriado, durante 20 minutos.

Publicidade
Casos especiais

Importante ressaltar que as crianças residentes na zona rural do município serão imunizadas nas UBSs próximas aos seus domicílios, também a partir de quarta-feira. Cada unidade organizará sua programação, com agendamento para datas específicas. Caso a família prefira, poderá agendar e levar o menor para receber a vacina na Unidade de Vacinação Infantil.

Crianças indígenas e quilombolas serão imunizadas em ações exclusivas para os seus grupos. Os indígenas receberão a visita das equipes da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). Já os quilombolas serão vacinados nas UBSs mais próximas das suas comunidades, evitando que precisem se deslocar até o ponto fixo onde a campanha estará concentrada.

Públicos a serem vacinados por agendamento

Neste primeiro momento, de acordo com o Informe Técnico nº 01/2022 da Secretaria Estadual da Saúde, o sistema só permitirá o agendamento de crianças de 5 a 11 anos com deficiência permanente ou comorbidades, que estejam enquadradas nos casos abaixo:

– Obesidade

– Pneumopatias Crônicas Graves

– Outros imunodeprimidos

– Hemoglobinopatia grave

Publicidade

– Doença cardiovascular

– Doença neurológica crônica

– Diabete Mellitus

– Doença Renal crônica

– Síndrome de Down

– Cirrose Hepática

Ainda conforme a SMS, até o final desta semana serão definidas novas estratégias de imunização para as crianças, inclusive para aquelas com comorbidades ou deficiência acamadas. Lembrando que o local designado para a imunização só poderá realizar a aplicação da vacina contra a Covid-19, não podendo aplicar nenhum outro tipo de vacina do calendário naquele dia.

Publicidade
Confira a documentação necessária

– Atestado (simples – não precisa ser padrão) da criança que comprove a comorbidade ou deficiência

– Documento de identidade com foto da criança

– Comprovante de residência do responsável

– Declaração de ciência do responsável legal (disponível no link)

– Caso a criança não tenha documento com foto, poderá ser preenchida uma declaração (disponível no link)

Publicidade
Continue Reading

Pandemia

Crianças com comorbidades e deficiência serão as primeiras a receber vacina

Publicado

on

Crianças com comorbidades e deficiência serão as primeiras a receber vacinaPrimeira remessa para imunizar o público de 5 a 11 anos chegou com 1.530 doses. Aplicação ocorrerá na Ubai Navegantes, mediante agendamento

O primeiro lote com 1.530 doses de vacina conta a Covid-19, destinadas às crianças de 5 a 11 anos, chegou a Pelotas nesta segunda-feira (17). A imunização desse público começará na próxima quarta-feira (19). As aplicações vão ocorrer na Unidade Básica de Atendimento Imediato (Ubai) Navegantes, localizada na rua Darci Vargas, 212, das 9h às 19h30min, mediante agendamento.

Conforme a estrutura organizada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que segue o Plano Estadual de Imunização Infantil, a vacinação será, inicialmente, para o grupo prioritário: crianças com deficiência permanente ou com comorbidades e crianças indígenas. O sistema para agendamento estará disponível, a partir desta terça-feira (18), disponível neste link.

Como vai funcionar o agendamento

A Prefeitura, por meio da Companhia de Informática de Pelotas (Coinpel), criou um sistema que permitirá aos pais ou responsáveis a escolha do dia e horário para a imunização da criança. O objetivo desse mecanismo e agilizar o atendimento e evitar aglomerações ou longo tempo de espera. Independentemente do recurso, para quem tiver dificuldade de acesso à internet, a marcação poderá ser feita em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS).

O próprio sistema vai calcular o número de agendamentos por dia e disponibilizar a população, considerando dez vacinadas a cada meia hora e que cada uma delas, após a aplicação, ainda ficará em observação em um espaço apropriado, pelo período de 20 minutos.

O sistema de agendamento estará disponível na página com informações sobre coronavirus da Prefeitura até esta terça-feira (18).

Publicidade

Público-alvo da vacinação

Para essa campanha de vacinação, neste primeiro momento, o sistema só permitirá o agendamento de crianças de 5 a 11 anos com deficiência permanente ou comorbidades, que são:

– diabetes tipo 2;

– asma;

– doenças cardíacas, pulmonares e neurológicas;

– distúrbios do desenvolvimento neurológico; e

– doenças neuromusculares.

Ainda conforme a SMS, até o final desta semana serão definidas novas estratégias de imunização deste público, inclusive para crianças com comorbidades ou deficiência acamadas. Lembrando que o local designado para a imunização das crianças só poderá realizar a aplicação da vacina contra a Covid-19, não podendo aplicar nenhum outro tipo de vacina do calendário naquele dia.

Publicidade

Documentação

– Atestado (simples – não precisa ser padrão) da criança que comprove a comorbidade ou deficiência

– Documento de identidade com foto da criança

– Comprovante de residência do responsável

– Declaração de ciência do responsável legal (disponível no link)

– Caso a criança não tenha documento com foto, poderá ser preenchida uma declaração (disponível no link)

Vacinação na zona rural

Para as crianças da Colônia de Pelotas, os responsáveis devem procurar a UBS mais próxima á residência, a partir de quarta-feira, e se informar da vacinação. Cada unidade da zona rural fará sua própria programação com agendamento de data específica. Caso os responsáveis prefiram, também podem fazer o agendamento e se deslocarem até a Ubai Navegantes na data marcada.

Atendimento da Ubai

Buscando a preparação para acolher integralmente o processo de vacinação das crianças, a partir das 13h desta terça-feira (16), todos os atendimentos e serviços até então realizados pela Ubai Navegantes serão redirecionados para a UBS Navegantes, que fica em prédio ao lado e as equipes estarão unificadas.

Publicidade

Continue Reading

Pandemia

Pelotas registrou 222 infectados pela covid nas últimas 24 horas

Publicado

on

Pelotas registrou 222 infectados pela covid nas últimas 24 horas, nenhuma morte.

3689 pessoas estão isoladas em casa.

Pelotas teve até hoje 1275 mortes pela doença.

72.1% dos 61 leitos gerais (UTI e enfermaria) disponíveis estão ocupados.

  • 57.9% dos 19 leitos de UTI disponíveis estão ocupados.
  • 78.6% dos 42 leitos disponíveis estão ocupados.

95,7% tomaram a primeira dose, 82,7%, a segunda dose e 17,9%, a terceira dose.

Publicidade
Continue Reading



Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em alta