Empresa & ConsumoPelotas & RS

Parque Una ganha moderno sistema de segurança

O Parque Una ganhou um moderno equipamento de segurança para o bairro planejado.

Dezessete câmeras de vídeo-monitoramento foram instaladas em sete pontos estratégicos. Todas as áreas do Parque estão cobertas, assim como todos os 100 pontos cegos detectados.

As imagens são gravadas e fornecidas a um servidor instalado em uma célula de segurança – uma sala blindada de concreto armado, com acesso apenas por leitura facial, e serão compartilhadas com a central de monitoramento da Secretaria de Segurança Pública.

Na célula,o vigilante acompanha todos os movimentos no Una e se comunica com os visitantes por alto-falante, orientando-os para um passeio seguro.

Alem disso, todos os postes possuem call box, um dispositivo de emergência pelo qual qualquer pessoa que se sinta eventualmente em perigo no parque, ao pressionar um botão, estabeleça contato visual e de voz com o vigia da célula e peça ajuda.

Conceito do Una

O Parque Una é um  bairro planejado pela Idealiza Urbanismo. Mais que um convencional empreendimento imobiliário, há um conceito inovador na concepção do bairro, que reunirá 8000 pessoas. “Eles estão criando novos centros”, diz o arquiteto pelotense Guto Kings. Ele se refere a Fabiano de Marco e Ricardo Costa, sócios da Idealiza Urbanismo, autora do Una.

Quando King fala “novos centros” está dizendo que o Una terá vida e dinâmica próprias tão ou mais atraentes quanto o centro antigo de Pelotas, que tem como ponto de encontro o tradicional Café Aquário.

Grande parte dos imóveis do Una tem sido adquirida por pessoas que viviam e trabalhavam em regiões nobres, com a avenida Dom Joaquim, e ansiavam por mais conforto e tranquilidade.

Um novo centro para a cidade

É bom para a cidade que haja um novo centro efervescente, com as conveniências de todo “centro” e algo mais, como o ambiente climatizado e aglutinador do Shopping e um bairro, o Una, cujo projeto de ocupação urbana é uma evolução em relação ao velho urbanismo do centro antigo, hoje em dia sobrecarregado de problemas, do tráfego nervoso de veículos à presença desordenada de ambulantes, passando pela insegurança.

O Una pretende ressuscitar no bairro o que falta ao centro antigo: o senso de comunidade dos habitantes, de responsabilidade sobre o espaço público, e crowdfunding, financiamentos coletivos para o desenvolvimento projetos de interesse da coletividade.

Um novo centro que seja urbanisticamente mais bem resolvido – sem os problemas do centro antigo – pode influenciar a própria renovação deste. Pode até mesmo vir a influenciar positivamente nos rumos do planejamento urbano da cidade, que hoje cresce de forma desordenada.

Uma vida à moda escandinava

Nesta ano, a tevê Globo veiculou um programa sobre a Dinamarca, na Escandinávia, onde o índice de felicidade é o maior do planeta. Lá vive Jan Gehl, urbanista de renome internacional e artífice do modo de vida minimalista em seu país, que vem servindo de inspiração em todo o mundo, Pelotas incluída.

O estilo dinamarquês de viver é o mesmo projetado para o Una, com seus edifícios residenciais em conexão aos comerciais, imersos em natureza. Que estilo é? Um estilo em que as pessoas venham em primeiro lugar, antes que veículos e tudo o mais.

Antigamente as pessoas ansiavam por comprar casas grandes e definitivas, pagando uma hipoteca até o fim da vida. Hoje isto se tornou inviável, por desnecessário numa sociedade em que o digital vem alterando o modo de vida rumo à simplicidade compartilhada.

Com a evolução tecnológica, que favorece regimes colaborativos de produção à distância, fazendo com que moradia e trabalho confluam para o mesmo ambiente, já não precisamos de mansões como ideal de vida.

Possuir um teto ainda é importante, mas a qualidade de vida está cada vez menos confinada à solidez do concreto. A vida está na sua própria liquidez, nela mesma. Os que compreendem isso veem a cidade como uma extensão da casa. A cidade é a casa. Já no Una, a cidade é o bairro – um bairro especial, com ruas acalmadas, áreas comuns de convivência, pista para caminhada e circulação de bicicletas.

Hub Corpotrtivo, um dos prédios do Parque Una
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: