Prefeitura tem 5 dias para responder ao MP sobre suposta fraude de exames

A prefeitura de Pelotas tem cinco dias para responder e encaminhar a documentação solicitada ao Ministério Público sobre a possível fraude de exames de pré-câncer no município, segundo a promotora Rosely de Azevedo Lopes.

A denúncia é de que o laboratório SEG, responsável pela execução dos exames citopatológicos disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) da cidade, que detecta lesões pré-cancerosas e cancerosas no colo do útero, estaria realizando os resultados por amostragem, em vez de analisar todos os laudos.

A promotoria quer saber se nos últimos quatro anos houve erro nos resultados.

“Nós já instauramos um inquérito civil e foi recebido pela Secretaria Municipal de Saúde o documento para que preste as informações preliminares. Dentre elas, nome do laboratório, pessoas que estão envolvidas, pessoas que realizaram esse exame”, explica Rosely.

A Procuradoria-Geral do Estado recebeu um documento feito por médicos e enfermeiros de um posto de saúde. Em um memorando, eles manifestam dúvida quanto aos resultados dos exames, informando que se sentiam “inseguros quanto a veracidade” dos mesmos.

Os funcionários ainda dizem no documento que “no período de janeiro de 2014 a junho de 2017 não foram identificados resultados alterados” em nenhum exame citopatológico de colo uterino coletado na unidade de saúde, sugerindo que nem todos os exames houvessem sido analisados.

“Nós precisamos de documentos, nós precisamos de informações, nós precisamos ouvir as pessoas até porque a situação pela maneira como ela está sendo exposta é muito grave. Então existem reflexos também na área criminal, na área da improbidade, da saúde pública como um todo. O dano ao Sistema Único de Saúde”, afirma a promotora (Informações do G1).

Share:

Author: Da Redação

Deixe uma resposta