Mais uma dor de cabeça para Paula: relatório mostra que Pelotas está em débito com vacinação contra paralisia infantil

O Ministério Público Federal oficiou, no dia 6 deste mês, à prefeita Paula Mascarenhas. O MPF alertou a tucana que o município está vacinando menos crianças do que deveria contra a poliomielite, causadora da paralisia infantil.

A cobertura em Pelotas está em 35,65% quando deveria ser de 95%.

A Procuradoria Federal se ampara em estudo do Ministério da Saúde. O estudo, que analisou o ano de 2017, prova que 312 cidades estão vacinando menos crianças do que deveriam. Destas, Pelotas é o 6º município que menos vacina.

O MPF solicita da prefeita que tome providências para resolver a questão, como fazer uma “busca ativa” das crianças que não estejam com a caderneta de vacinação em dia. O mesmo foi feito aos demais prefeitos em débito com a saúde infantil.

“As escolas também deverão ser chamadas a contribuir com o cumprimento do calendário, sendo orientadas a verificarem, no momento da matrícula, a caderneta de vacinação do aluno e de informarem a família e as autoridades sanitárias em caso de ausência de doses obrigatórias”, diz o ofício da Procuradoria.

(*) Com informações da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão.

Share:

Author: Da Redação

Deixe uma resposta