Ausência de tucano impede reunião de CPI dos exames de pré-câncer

Por falta de quórum, a sessão da CPI dos exames de pré-câncer, adiada em uma semana, para esta terça-feira, foi encerrada com nome adiamento.

Apenas quatro vereadores estiveram presentes, todos da oposição formal: Marcola, do PT, Toninho Peres, do PSB, Marcus Cunha, do PDT, e Fernanda Mirando, do PSOL.

A presença mínima para abrir a sessão é de cinco vereadores.

O relator da CPI, vereador Enéias Clarindo, do PSDB, faltou à sessão.

Enéias esteve na Câmara, mas se ausentou – sem explicação. Outro que esteve e se ausentou foi Waldomiro Lima, do PRB, da base do governo.

Sem quórum, Marcola encerrou a sessão e a remarcou para daqui uma semana.

Da primeira vez que adiou a sessão, a uma semana, Marcola alegou uma “divergência técnica” sobre se poderia colocar em votação o requerimento de convocação, para depoimento à CPI, do ex-prefeito Eduardo Leite, da prefeita Paula Mascarenhas e da secretária de Saúde, Ana Costa, adiando a definição para hoje.

O novo adiamento beneficia a candidatura de Eduardo Leite, que luta para evitar trazer problemas para sua campanha ao Piratini.

Author: Da Redação

Deixe uma resposta