POR QUE VOTO NO NOVO

O PT nos convenceu de que era tempo de “a esperança vencer o medo”.

Como se sabe, por um tempo, venceu mesmo, até que o Estado aprontou conosco, como sempre faz.

Já o Partido Novo nos diz que é tempo de “a autoconfiança vencer a esperança” (esperança no Estado).

Demorou um pouco, mas a ficha caiu pra mim.

O brasileiro é mesmo muito dependente do Estado.

Temos um medo mais grave. O medo de não conseguir vencer por conta própria. Eis o problema central a ser vencido.

Só se consegue vencer pra valer o medo quando a gente deixa de depositar esperança no Estado e passa a depositar esperança em si mesmo (indivíduo), ainda que isso dê medo.

O Novo nos diz que, quando fizermos isso aí, descobriremos capacidades adormecidas em nós, e que assim se encontram – adormecidas – porque nós nos habituamos a transferir a responsabilidade ao Estado, ou seja, a outros.

Caída a ficha, hoje eu acredito nisso.

Dá medo depender só de si, sem a rede de “proteção” do Estado, mas só quando se faz isso é que a mágica ocorre.

Devemos parar de ter medo, pois o medo paralisa e nos faz refém.

Nós não temos ideia da pessoa que podemos vir a ser, assim como da sociedade que poderemos ter, por causa dessa paralisia.

O Estado não deve desaparecer, mas, assim como faz um filho que se emancipa, nós temos de limitar o Estado ao lugar dele.

Os políticos tradicionais se alimentam da nossa esperança neles. Mas como eles não produzem nada, nenhuma riqueza, eles nos decepcionam, por má gestão ou por roubo, simplesmente porque “não têm nada a perder”.

A Lava Jato deu uma dura neles, mas o sistema que os mantêm permanece de pé.

É tempo de nos livrarmos dos parasitas.

Share:

Author: Rubens Spanier Amador

1 thought on “POR QUE VOTO NO NOVO

Deixe uma resposta