Empresa & ConsumoPelotas & RS

Defensores do Parque Una

À medida que as obras do Parque Una avançam, a Idealiza Urbanismo, urbanizadora que responde pelo bairro planejado pelotense, às costas do Shopping Pelotas, tem desenvolvido ações destinadas a fortalecer entre os frequentadores o senso de preservação em relação ao lugar.

Desde julho, um grupo de seis Agentes de Convivência do Parque Una se dedica a esse trabalho, das 15 às 18h dos domingos, dia em que o movimento de visitantes é mais intenso no Parque. Eles dialogam com visitantes que cometem pequenas infrações, alertando-os para a importância de darem sua contribuição para preservar o Parque e manter seus benefícios acessíveis em condições a todos.

Entre outras atividades, o sexteto tem sido responsável pelas “multas morais”, folheto preso aos para-brisas dos veículos, chamando atenção dos motoristas para o fato de que, no Una, seguem valendo as leis do Código de Trânsito e a Normatização Interna, como, por exemplo, não trafegar na contramão ou não ocupar, com um carro, vagas duplas nos estacionamentos, infração comum.

Quando encontram com os motoristas, os agentes, em vez de deixar a “multa moral”, falam com eles.

Ainda neste outubro, o sexteto mudará de nome e figurino, com o objetivo de tornar mais fácil o sempre difícil gesto de pedir a um visitante que mude seu comportamento. Em algum domingo deste mês, o grupo passará a compor o grupamento “Defensores do Una”, uma espécie de Liga Extraordinária de super-heróis vestida a caráter de propósito – para, através do humor, quebrar o gelo inicial das abordagens.

“Eles seguirão fazendo o trabalho atual, mas com maior simpatia”, explica Aline Maciel, responsável pela Liga de Defensores do Una. Foi dela a ideia de criar figurinos-fantasias para a Liga, que, com suas intervenções, já hoje complementa o trabalho realizado pelo setor de Segurança do Una. A própria Aline está desenhando as fantasias.

Os Defensores vão interagir ludicamente com todos, inclusive crianças, para que a abordagem soe totalmente como pretende ser – suave e descontraída, para que as pessoas compreendam o valor do gesto.

Além do trabalho educativo verbal e por meio de folhetos, os Defensores distribuem sacolinhas para lixo, uteis por si e por recados impressos nas próprias, como sugestões para que não se entre no lago, não se pedale sobre o deck, para que adultos não brinquem no playground, coisas assim.

As fantasias dos seis membros da Liga foram inspiradas no próprio Parque Una.

Juntas, elas concentram visualmente as principais marcas do empreendimento, mesmas digitais, aliás, da Idealiza Urbanismo como empresa. Ei-las: a inspiração na criação arquitetônica, a inspeção onírica que precede a materialização de um sonho grande, a preocupação com a mobilidade urbana para a fluidez dos tráfegos, a interação da tecnologia com a vida – em benefício da convivência e do trabalho humanos, a atenção com o meio ambiente e a crença nos valores liberais, no que se refere ao valor dos indivíduos e à força colaborativa de sua coesão.

O trabalho dos ainda não nominados Defensores do Una, embora já o defendam, vem dando resultados positivos.

“Já se nota uma diminuição na frequência das infrações. Já mais limpa fica no fim do dia a área playground, já menos gente senta no parapeito do elevado da Casa Una, já menos gente estaciona impropriamente. Ainda assim, é um trabalho de longo prazo, como é todo o trabalho educativo”, comenta Aline.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: