Cinema: As viúvas

Conhecido pelos trabalhos em Shame e 12 Anos de Escravidão, o cultuado cineasta Steve McQueen está de volta com thriller As Viúvas, uma produção que funciona como filme de assalto e crítica social.

Na trama, três mulheres perdem seus maridos após um assalto frustrado. A gangue de Harry Rawlings (Liam Neeson) é morta pela polícia e o dinheiro que roubaram é destruído pelas chamas. Com isso, a viúva de Harry, Veronica (Viola Davis), é cobrada para que uma quantia milionária seja devolvida. Pressionada, ela encontra um caderno de anotações de Harry e segue as instruções para realizar um próximo golpe, tendo a ajuda das viúvas Linda (Michelle Rodriguez) e Alice (Elizabeth Debicki).

Mesmo que não possuam quase nada em comum, as três acabam entrando em contato com o mundo do crime e também da política, na disputa entre os candidatos a vereador Jack Mulligan (Colin Farrell) e Jamal Manning (Brian Tyree Henry).

Baseado no livro homônimo de Lynda La Plante e na série de mesmo nome que foi ao ar em 1983, o roteiro foi escrito por McQueen e Gillian Flynn, autora conhecida por obras como Garota Exemplar e Sharp Objects. Como na maioria dos trabalhos da escritora, temos aqui personagens femininas fortes e determinadas.

Com um início alucinante e seu incontestável talento, Steve McQueen entrega um longa recheado de adrenalina e, sem medo de arriscar, faz críticas à corrupção, ao racismo e à violência doméstica. Um filme que reivindica o protagonismo desse grupo de mulheres, que, aliás, fica ainda melhor com a chegada de Belle (Cynthia Erivo). Entre cenas de ação e suspense, temos a primorosa fotografia de Sean Bobbitt, parceiro usual de McQueen, com direito a alguns planos-sequência e a trilha sonora do mestre Hans Zimmer.

O diretor também mostra seu potencial de direção com a câmera. Em uma longa sequência, Jack Mulligan sai do palanque em uma região menos desenvolvida. Enquanto conversa com sua assistente sobre o cansaço da vida política, ouvimos o diálogo que ocorre dentro do carro, com a câmera acompanhando do lado de fora o percurso pela vizinhança, mostrando as mudanças de ambientações entre as regiões. Simplesmente brilhante.

Com elenco excelente e diversificado, o destaque fica, obviamente, com a magnífica Viola Davis. Interpretando uma mulher ambiciosa e complexa, a atriz equilibra a força de sua personagem com o lado traumatizado em fantásticas nuances. Outro destaque é Elizabeth Debicki, ótima como uma personagem inicialmente frágil e mimada e que se torna uma das mais destemidas integrantes do grupo. Michelle Rodriguez vive uma mulher que entra no plano para garantir a segurança dos filhos e Daniel Kaluuya, com uma incrível postura em cena, interpreta um capanga psicopata e torturador. O elenco masculino apresenta nomes como Colin Farrell, Liam Neeson, Robert Duvall e Jon Bernthal. No entanto, bons nomes como Brian Tyree Henry e Carrie Coon são pouco aproveitados, mesmo que tenham papéis fundamentais para o desenvolvimento da história.

Com uma narrativa empolgante e um elenco extraordinário, As Viúvas promete reviravoltas e segredos revelados. Imperdível!

Share:

Author: Deborah Schmidt

Obrigado por participar.