Novo foco de Aedes aegypti no Fragata

Do site da prefeitura – Equipe da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde (Vigiams) identificou um novo foco de Aedes aegypti com duas larvas em um Ponto Estratégico (PE) no Fragata, localizado na Duque de Caxias, entre as avenidas Pinheiro Machado e Cidade de Lisboa.

A partir do PE é delimitado um raio de 300 metros, e nesta quarta-feira (23) a coordenação da Vigiams deu início à Pesquisa Vetorial Especial (PVE) — limpeza mecânica (retirada de entulhos e inservíveis) e química (fumacê/fumaça e vaporização de Ultrabaixo Volume (UBV) — e começou as visitas domiciliares na área.

A amostra chegou ao laboratório de vetores na segunda-feira (21) e somente pode ser analisada na quarta (23) devido à grande demanda de tubitos com larvas de culicídeos que estão sendo coletadas no trabalho de campo, em decorrência das chuvas frequentes.

Caso suspeito

Embora ainda não haja nenhum caso confirmado de dengue em Pelotas, a Secretaria de Saúde (SMS) foi informada sobre um caso de suspeição. O paciente, que há cinco dias apresentava diversos sintomas de dengue, esteve em viagem a Santa Catarina. Ele foi examinado e liberado. A SMS, que não espera até que saia o resultado do exame, já deu início à PVE — realizada sempre que é encontrado um foco ou caso suspeito — na área central próxima à residência do paciente e pede que os moradores colaborem, autorizando a entrada dos integrantes da equipe, devidamente identificados.

Fim da água acumulada

A Vigilância Ambiental recorda que a melhor maneira de se prevenir contra a dengue e outras doenças transmitidas por mosquitos é eliminando a água parada. Os moradores devem conferir seus pátios e jardins, a fim de não deixar que se acumule água da chuva, seja em pneus e objetos variados ou até nos pratos dos vasos de plantas.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.