MP analisa empréstimo de R$ 10 milhões da Câmara à prefeitura

O Ministério Público analisa um empréstimo de milhões feito pelo presidente da Câmara, Fabrício Tavares, do PSD, à prefeitura.

Apertada para pagar salários, prefeita Paula pediu e Tavares aceitou emprestar R$ 10 milhões, dinheiro que compunha um fundo especial criado exclusivamente para construir um prédio próprio para o Legislativo.

Tavares foi líder do governo Paula. Deixou a função quando foi eleito para presidir a Câmara, com apoio dos vereadores da base do governo, maioria na Casa.

A prefeita se comprometeu a devolver o dinheiro, quando o caixa se reequilibrar.

O MP analisa se empréstimo, legalmente, poderia ou não ter sido feito.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.