A polêmica geográfica na homenagem à travesti Juliana

A placa em homenagem à travesti Juliana Martinelli, presa a um poste na esquina das ruas Barão de Santa Tecla com Dr. Cassiano, tradicional ponto onde os travestis da cidade se exibem aos clientes de noite, continua causando polêmica, inclusive por causa do lugar.

Os defensores da homenagem aonde foi feita alegam que Juliana ajudava colegas travestis naquele ponto de prostituição, daí a escolha, que eles consideram acertada.

Muitos não gostaram da homenagem por inteiro, não apenas pelo lugar.

Já outros gostaram da homenagem, achando ruim só o lugar, por ser ponto de prostituição. Para eles, a prefeitura, no afã de agradar, aceitou a sugestão geográfica dos ativistas LGBT sem prestar atenção ao fato de que, sem querer, poderia no fundo estigmatizar as pessoas trans, já que nem toda trans vende o corpo. Nesse sentido, consideram que qualquer outra esquina teria sido uma sugestão melhor. Como a da prefeitura, a do Castelo da Baronesa, enfim.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.