Golpe de construtores presos ocorreu nos condomínios Alphaville e Veredas, diz polícia

Fontes do Sindicato da Construção Civil de Pelotas (Sinduscon) ouvidas pelo site dizem que a ação do casal de construtores preso (construtora Rodeguiero Jr., segundo a polícia) na noite desta sexta-feira (8) ocorreu em dois condomínios, Alphaville e Veredas.

No total, seis vítimas fizeram as denúncias na polícia. O prejuízo chega a R$ 1,3 milhão. Uma das vítimas perdeu mais de R$ 500 mil na obra.

O casal, segundo a polícia, tomava dinheiro dos compradores para fazer as obras e não as concluía. Além disso, as obras tinham problemas estruturais e materiais em desacordo com o previsto em contrato.

A advogada dos sócios da empresa disse que eles só falarão em juízo.

Condomínio Alphaville Pelotas

A assessoria da Polícia Civil liberou a informação abaixo, a qual se refere à de cima:

No início da noite de ontem (08), a Polícia Civil, através da equipe de investigação da 2ª DP, sob a coordenação da Delegada Walquiria Meder, efetuou a prisão de um casal, donos de uma construtora, que aplicavam golpes na construção de casas em condomínios de classe média alta, na cidade de Pelotas.

A dupla vinha sendo investigada desde setembro do ano passado, quando foram identificadas ao menos seis vítimas, as quais sofreram prejuízo calculado em aproximadamente R$ 1,3 milhão.

No decorrer da investigação, foram cumpridos Mandados de Busca e Apreensão na construtora e residência do casal.

Durante a análise dos documentos e telefones, foram identificados fortes indícios de que os estelionatários pretendiam deixar o país.

Em vista disso, a Autoridade Policial representou pela decretação da prisão preventiva, o que foi deferido pela justiça. Na noite de ontem, sexta-feira, a medida judicial foi cumprida, e o casal foi encaminhado ao presídio regional de Pelotas.

A polícia não informou os nomes do casal detido.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.