Projetos de Eduardo Leite na prefeitura de Pelotas podem ser replicados no Estado

Da GaúchaZH – Ação da prefeitura de Pelotas com a Susepe, que utiliza mão de obra de presos em reformas de prédios públicos, pode ser multiplicada para outras regiões do Estado.

Nesta terça-feira (12), a prefeita Paula explicou ao superintendente da Susepe, Mario Santa Maria Júnior, como é feito o projeto Mão de Obra Prisional, iniciado na administração municipal de Eduardo Leite (2013-2016).

Até agora, segundo a prefeitura, 24 unidades de saúde foram revitalizadas pelo programa.

Outros projetos também podem ser replicados. Um exemplo é a Rede Bem Cuidar, programa que dá a pacientes de postos de saúde a possibilidade de receberem tratamentos alternativos, como o reiki, e cuidados com a nutrição e educação física.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.