O perigo ronda o Sistema S, Sesc, Sebrae, senai, Senac…

A prisão na manhã desta terça-feira (19) do presidente da CNI (confederação Nacional da Indústria), Robson de Andrade, pode ser um golpe  ‘mortal’ no atual sistema S. A ordem de prisão foi expedida pela 13a. Vara Federal de Curitiba e faz parte da Lava Jato.

A operação espantou as entidades filiadas a ela CNI, como Fiergs, presidida por Gilberto Petry.

Com a prisão, o ministro da Economia, Paulo Guedes, fica mais forte para intervir nos fundos do Sebrae, Senai, Sesi, Sescoop, Senar, Sesc e Senac. O sistema é controlado pelas federações empresariais. No RS, estão todos sob controle da Fiergs Fecomércio, Farsul e Ocergs.

A CNI está envolvida num escândalo de R$ 400 milhões, relacionado com problemas que envolvem o sistema S, que inclui entidades controladas pela confederação e pelas federações de industriais como Fiergs. Estão na lista do sistema S, entidades como Sebrae, Senai e Sesi. No RS, todas estão sob controle direto ou indireto da Fiergs e Petry é o condutor de todos.

O Sesc/Fecomércio, por exemplo, é o patrocinador do Festival Internacional de Música realizado há 10 anos em Pelotas.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.