Prefeitura manda nota sobre fechamento da Traumatologia da Santa Casa

ESCLARECIMENTO SOBRE A TRAUMATOLOGIA DA SANTA CASA DE PELOTAS

A respeito da Santa Casa de Pelotas, que fechou o serviço de traumatologia nesta quarta-feira (20), a Prefeitura esclarece que não é responsável pela administração da instituição e nem pela gestão dos recursos repassados.

O hospital recebe aporte mensal de cerca de R$ 870 mil para o fornecimento do serviço contratualizado.

O recurso provém das três esferas governamentais: R$ 300 mil do governo federal (depositado em fundo municipal), R$ 230 mil do Estado e R$ 170 mil do Município (repassado via incentivo do Ministério da Saúde).

Devido aos sucessivos atrasos de repasses do governo estadual durante a gestão anterior – suspensos durante os meses de setembro e outubro de 2018 -, o Executivo Municipal precisou incrementar o valor destinado à Santa Casa para viabilizar os atendimentos.

A medida garantiu à Traumatologia o repasse mensal extra de R$ 170 mil, que assegurou o serviço, desde que a instituição disponibilizasse, pelo menos, mais 20 leitos clínicos de enfermaria.

Santa Casa de Pelotas está sem dinheiro e fecha Traumatologia

Buscando minimizar o fechamento do serviço na cidade, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) entrou em contato com a 3ª Coordenadoria Regional de Saúde e com os hospitais Santa Casa de Rio Grande e Universitário da Furg. A SMS trabalha junto ao Pronto Socorro de Pelotas na tentativa de absorver os atendimentos, ainda que o local não tenha especialistas na área, capacidade operacional, equipamentos e espaço físico suficientes.

O Município aponta ainda que foi informado pela Secretaria Estadual de Saúde da proposta de oferecer linhas de crédito através do Fundo de Apoio Financeiro e de Recuperação dos Hospitais Privados, Sem Fins Lucrativos e Hospitais Públicos (Funafir). A finalidade é financiar, através do Banrisul, os valores devidos às instituições. As unidades teriam que aderir para receber o repasse, restando ao Estado arcar com os juros do financiamento, que tem carência de 12 meses e pode ser pago em 18 parcelas. O valor de R$ 400 mil disponibilizado à Santa Casa equivale a dois meses de pagamento da fatura do Sistema Único de Saúde (SUS).

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.