Não queira precisar do Pronto Socorro

Ainda não se sabe exatamente o que causou a morte de Marcos Furtado, que sustentava a família como servente de limpeza, no Pronto Socorro de Pelotas.

A família diz que houve negligência e que vai buscar reparação na justiça. A diretora do PS nega a negligência.

Como não existem câmeras internas de vigilância no Pronto Socorro, como as que existem nos elevadores, que ajudariam a entender os fatos mas não podem, fica-se apenas com os depoimentos de testemunhas do corpo técnico.

A única voz que falou pela prefeitura foi a da diretora. Não há notícias até aqui de apuração oficial do caso.

Não queira cair no PS, tudo por acontecer ali.

Viúva de Marcos Furtado, que morreu no Pronto Socorro, vai processar prefeitura por negligência

Diretora do Pronto Socorro nega negligência na morte de Marcos Furtado

Merendeira desabafa: “Desumanidade no Pronto Socorro assassinou meu marido”

Obrigado por participar. Comentários podem ter a redação moderada.