Ideia de blocos na rua foi uma boa da prefeitura

Muito mais envolvente do que os desfiles em passarela, que não deixam de ser envolventes tb, embora em circuito fechado.

Essa modalidade dos blocos na rua faz lembrar os grandes carnavais do passado na cidade.

Foto de Igor Sobral

Do site da prefeitura – Mais um dia de folia descentralizada em Pelotas levou alegria, diversão e muita música para as ruas da cidade nesta terça-feira (5), feriado de Carnaval na maioria do país.

O dia de festa começou no Centro, no entorno da praça Coronel Pedro Osório, com a apresentação do Bonde da Várzea, das 11h às 15h. Mais de duas mil pessoas foram responsáveis por colorir o cenário e marcar com entusiasmo o terceiro desfile do bloco no município.

Dos pequenos aos mais velhos, todos aproveitaram a festa acompanhando o ritmo animado imposto pela bateria do Bonde da Várzea, que não deixou de fora nem as marchas clássicas do carnaval e nem os sucessos atuais, como ‘Jenifer’ – que fez o público se empolgar e cantar em coro ao redor da praça. Entre os foliões, o casal Diva e João Vieira, ambos com 80 anos.

“Juntos, temos 160 anos, mas sobra vontade de aproveitar o carnaval”, contou João, brincando. A dupla permaneceu próxima à esquina da rua Félix da Cunha enquanto assistia a multidão passar e a cumprimentava com sorrisos largos. “Não é a primeira festa que vamos nesse ano… Estamos acompanhando desde o início”, confidenciou Diva.

Se a festa empolgou os mais velhos também conquistou os mais novos, como Sofia, de 3 anos. Ao lado dos pais Joice e Ronaldo Silva, a pequena estreou na folia pelotense e não queria ir embora tão cedo, disse a mãe. Reunir as famílias em um clima harmonioso e seguro é um dos objetivos do bloco, afirmou o conselheiro César Venzke.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.