Flautista e professor James Hall ministra Master Classes e Recital em Pelotas

Professor da Escola de Música do Colegiado de Performance e Artes Visuais da University of Northern Colorado, e artista da Burkart Flutes, em turnê por Salvador, São Paulo e Porto Alegre, James Hall estará em Pelotas nestas quinta e sexta-feira, dias 21 e 22 de março, a convite do professor da UFPel Raul Costa d’Avila.

O flautista vai ministrar Master Classes e realizar um recital, acompanhado do pianista Daniel Benitz. Os eventos ocorrerão no Centro de Artes e no Conservatório de Música da UFPel, integrando as comemorações dos 50 anos da Universidade.

Master Classes

Dia 21 de março: 16h às 19h – Sala 507 do Bloco II do Centro de Artes da UFPel.

Dia 22 de março: 9h às 12h – Salão Milton de Lemos do Conservatório de Música da UFPel.

Recital

Dia 22 de março: 20h – Recital de Flauta & Piano, com o pianista Daniel Benitz. Local: Conservatório de Música da UFPel. Entrada franca.
A realização é do Centro de Artes e Conservatório de Música da UFPel, com coordenação do professor Raul Costa d’Avila.

Programa do Recital

ENESCO, George (1881-1955): Cantabile et Presto

KARG ELERT, Sigfried (1877-1933: Sonata Apassionata

BACH, Joahnn (1685-1750): Chacona da Partita no. 2, em Ré menor – BWV 1004

°°° INTERVALO °°°

COLEMAN, Valerie (1970): Danza de la Mariposa

HAGEN, Tim: Blowout

POULENC, Francis (1899-1963): Sonata para Flauta e Piano

– Allego malinconico

– Cantilena

– Presto Giocoso

JAMES HALL

James Hall vem desenvolvendo uma variada e expressiva carreira como solista internacional, atuando também em grupos de câmara, como músico de orquestra, além de ser professor. Se apresentou ao lado de grandes nomes da música internacional como Joshua Roman, Eileen Eivers, Jennifer Koh, Paquito D’Rivera, Benny Kim, Carol Wincenc, Allan Vogel, Robert Weirich, Jim Walker, Art Garfunkel, Pink Martini, Carter Enyeart e também com grupos renomados como o Quarteto Catalyst e a Orquestra Sinfônica do Colorado.

Como solista, James se apresentou com a Orquestra Nacional do Paraguai, Kansas City Civic Orchestra, Filarmônica de Greeley, Orquestra Nacional do Panamá, Orquestra do Congresso Nacional do Paraguai e também a Sinfônica do Sudeste do Kansas.

Após realizar seu recital no Carnegie Hall, como prêmio por vencer o concurso Artistas Internacionais em 2004, James passou a receber diversos convites para se apresentar na América do Norte, Central e América do Sul, África, Europa e Ásia. Juntamente com o pianista Willem Van Schalkwyk, vem tocando em várias partes do mundo com um repertório que contempla do barroco ao contemporâneo.

James Hall é fundador, flautista e diretor artístico da Sociedade de Música de Câmara da cidade do Kansas, que abiu sua temporada de estreia com excelentes críticas. Este grupo reune músicos internacionais que vivem e trabalham na cidade do Kansas com o propósito de interpretar repertório de música de câmara para várias instrumentações. Com apresentações em locais incomuns como galerias de arte, empresas de design e eventos particulares, o grupo é muito requisitado na cidade do Kansas, sendo sempre recebido com entusiasmo e com apresentações lotadas.

Hall foi convidado para tocar em concertos de música de câmara no Loon Lake Live!, no Festival Internacional de Dança de Nova York, com a Sinfônica Beethoven do Colorado, na série Brew, Pittsburg Solo e série Câmara e também na série Dordt Artist. Além disso, James participou e lecionou em festivais de música nos Estados Unidos e por toda a América. Também atuou como flautista principal convidado com a Filarmônica Boulder, Filarmônica Greeley, Orquestra de Câmara da cidade do Kansas, Sinfônica do sudeste do Kansas, Sinfônica de Topeka e de Missouri.

Como educador, Hall foi convidado a minstrar Master Classes em conservatórios e escolas de música pelos Estados Unidos, Canadá, Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, África do Sul, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Tailândia e Suiça. Desde de 2009 é professor de flauta na University of Northern Colorado, atuando na Escola de Música do Colegiado de Performance e Artes Visuais, onde tem tido oportunidade de trabalhar com jovens músicos talentosos.

James Hall é artista representante da Burkart Flutes e utiliza exclusivamente uma Burkart de ouro 10k e bocal de platina.

DANEIL BENITZ

Daniel Benitz in the College of Music at the University of Colorado Boulder. (Photo by Casey A. Cass/University of Colorado)

Natural de Porto Alegre, Daniel Benitz recebeu em maio de 2015, da Universidade do Colorado em Boulder, o seu segundo título de Mestre em Música. Com ênfase em acompanhamento vocal e instrumental, Daniel trabalhou como assistente das professoras Dra. Alexandra Nguyen e Dra. Margaret McDonald. Na Universidade do Colorado, Benitz foi pianista do Coro Universitário durante a temporada de 2013/2014, sob a orientação de Dr. Gregory Gentry.

Seu primeiro título de Mestre em Música foi recebido da Pittsburg State University no ano de 2012. Lá, trabalhou como assistente da professora Dra. Reena Berger Natenberg com foco no repertório para piano solo e pedagogia. Durante a temporada de 2012/2013, após a sua graduação na PSU, Daniel trabalhou como pianista correpetidor do programa de ópera da universidade, sob a direção do barítono Patrick Howle.

Daniel é bacharel em piano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde estudou nas classes da professora Dra. Catarina Domenici e do professor Dr. André Loss. Após o término do curso de graduação, em 2006, Daniel continuou estudos independentes sob orientação da prestigiada pianista Dirce Knijnik.

Recitalista experiente, Daniel já se apresentou em diversos estados brasileiros e nos estados do Kansas, Colorado e Missouri nos EUA. Foi também premiado em diversas competições no Brasil e no exterior. Durante seus estudos em Pittsburg conquistou o primeiro lugar na Waddill Chamber Music Competition, em 2010, e o segundo lugar na competição de piano promovida Associação dos Professores de Música do Estado do Kansas, em 2011.

Trabalhou como pianista do Coral Unisinos Anchieta e da Orquestra Unisinos Anchieta durante o período entre os anos 2016 e 2018. Atuou também como correpetidor vocal nas edições de 2017 e 2018 do Festival Internacional SESC de Música, em Pelotas – RS e da edição de 2018 do Festival de Inverno da UFSM, em Vale Vêneto – RS.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.