Fabiano de Marco comenta preconceitos com setor imobiliário

A área de comentários do Amigos de Pelotas anda bastante participativa. Alguns debates são ricos em informação, ponderações que valem a leitura.

Vez por outra surgem preconceitos contra a atividade imobiliária, como ontem, no post sobre o anúncio de uma nova empresa no ramo na cidade, a Idealiza Verticais (veja mais abaixo).

O contendor teve resposta do empresário Fabiano de Marco, sócio na Idealiza Urbanismo e tb na Idealiza Verticais.

Fabiano é conhecido, entre outras características, por gostar de debater publicamente as questões, em tom objetivo, franco, sem constrangimentos.

Diante do anúncio da Idealiza Verticais, um comentarista fustigou o segmento da construção, levantando questões como “especulação imobiliária” e “coronelismo no setor”.

Fabiano de Marco

Resumo essencial do que disse Fabiano:

“Muitos críticos não distinguem indústria da construção civil de especulação imobiliária. São coisas diferentes.

A oferta de imóveis por incorporadores, como nós, é a melhor forma de aliviar a tensão da especulação por falta de oferta de locações.

Fico triste também por ver uma crítica à abertura de uma empresa na cidade de Pelotas.

É muita falta de visão sobre o Desenvolvimento Regional.

O crítico fala em coronelismo no setor?

Tenho 35 anos de idade, não pertenço a nenhuma família tradicional da construção civil.
Fui muito bem acolhido no Sinduscon Pelotas, tanto que fui convidado a presidir a entidade.
Já sobre o monopólio, o que mais temos é concorrência, às vezes até acirrada demais.

Mas a pior das concorrências é a dos invejosos e dos esquerdopatas da Academia. Esses atrapalham muito mais do que os concorrentes.

São os coronéis do conhecimento acadêmico, monopolistas dos altos salários federais!!”

Pelotas ganha nova empresa no ramo imobiliário, a Idealiza Verticais

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.