Crianças e jovens com Down estrelam exposição fotográfica

Foto tirada por Gustavo Vara

Luíza Meirelles | Da Prefeitura |

Na data em que todo o mundo é lembrado sobre a importância de combater o preconceito à Síndrome de Down, Pelotas deu início à sua primeira Semana de Conscientização e Orientação, depois de sancionada, pela prefeita Paula Mascarenhas, a lei 6.658/18 que institui a atividade.

Na noite dessa quinta-feira (21) – Dia Internacional da Síndrome de Down –, a chefe do executivo acompanhou o lançamento da exposição ‘Transformando Olhares’, no Mercado Central.

A praça Coronel Pedro Osório foi o cenário escolhido para o ensaio fotográfico de crianças e jovens com Down de Pelotas, que resultou na mostra formada por 17 imagens; oportunidade para retratar a beleza e singularidade de quem busca maior inclusão, visibilidade e igualdade. Os modelos das fotos, mães, pais e familiares prestigiaram a ‘estreia’ de cada registro – motivo de celebração e sentimento de orgulho compartilhado.

“É um momento emocionante ligado a uma causa linda. Esta exposição, feita com grande sensibilidade artística, representa a vida destas crianças e jovens tão bonitos e carinhosos.

Também mostra a importância de vencer os preconceitos para que todos tenham o seu espaço na sociedade. A Prefeitura apoia esta luta e continua de portas abertas”, reforçou a prefeita, ao lembrar que o Município é um dos realizadores da semana.

Para se libertar do preconceito

Entre os painéis dispostos pelo corredor do Mercado, uma foto se diferencia das demais por exibir dois personagens. Trata-se de Luiza e Vinícius, de 18 e 26 anos, namorados há 1 ano e meio. Os jovens, além de fotografarem individualmente, também integram a mostra em uma foto típica dos casais apaixonados. “Eu amei. Tanto fazer o ensaio quanto a exposição”, disse Luiza, animada com o resultado.

Presidente da Associação de Pais de Down de Pelotas (ApadPel), Luana Braga ressalta que a iniciativa vai ao encontro do tema escolhido para a semana de conscientização: ‘Transforme seus conceitos, liberte-se do preconceito’. “Não queremos esconder nossos filhos, não temos vergonha deles. Queremos que sejam vistos”, afirmou Luana, presidente do grupo que envolve cerca de 70 mães e pais.

Além da abertura da exposição, outras duas ações marcaram o primeiro dia da Semana, nessa quinta – a ‘Caminhada Down’, que reuniu dezenas nas ruas centrais da cidade e uma audiência na Câmara de Vereadores, pela manhã. A Semana de Conscientização e Orientação sobre Síndrome de Down é realizada pela Prefeitura, ApadPel e Câmara Municipal.

Oito dias para refletir, conhecer e aprender

Até dia 28 de março, outras atividades ocorrem na cidade com o objetivo de debater sobre a inclusão e o combate ao preconceito, além de propiciar um momento de troca de experiências e informações entre pais e profissionais de diversas áreas. As próximas ações incluem um ciclo de palestras, neste sábado (23), no Colégio Municipal Pelotense, onde assuntos como sexualidade, aspectos jurídicos, alimentação e educação serão abordados por especialistas.

Além disso, um piquenique no domingo (24), rodas de conversa em escolas públicas e um desfile, no Mercado Central, na próxima quinta (28), marcam o evento. A exposição, com fotografias de Eliani Winke, permanece no Mercado até dia 31 de março.

A secretária de Governo, Clotilde Victória, a vereadora Daiane Dias (PSB) e o juiz da Vara Regional de Execuções Criminais, Marcelo Malizia Cabral, também prestigiaram o lançamento da mostra

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.