Câmara aprova projeto que reserva cota mínima de 5% de mulheres nas chefias da prefeitura e nas prestadoras de serviço

A Câmara de Vereadores de Pelotas aprovou nesta terça-feira (26) um projeto de lei que define a cota mínima de 5% de mulheres nas trabalhadores de prestadoras de serviços para a prefeitura, empresas que atendem o município em contratos, consórcios, concessões e Parcerias Público Privadas.

Aprovado por unanimidade, o projeto, de autoria de vereadora Fernanda Miranda, do PSOL, prevê tb “maior participação de mulheres nas áreas ada construção civil, tecnologia da informação, transporte coletivo e segurança”. E prevê 5% de mulheres ainda na Administração Direta do município, cargos de chefia em secretarias.

A prefeita Paula Mascarenhas tem 15 dias para aprovar ou vetar o projeto.

 

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.