Prefeitura avisa: ‘Abrimos inscrições para curso de trânsito para comunidade surda’

Kímberlly Kappenberg | Da Prefeitura |

Estão abertas as inscrições do curso ‘Educando para a vida no Trânsito’, realizado em parceria pela Prefeitura e Escola Especial Professor Alfredo Dub.

Voltado para a comunidade surda, as aulas são ministradas por agentes de trânsito com a presença de intérpretes de libras, abordando legislação e aspectos da mobilidade urbana, numa espécie de preparativo para a retirada da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

As aulas são destinadas a maiores de 18 anos, ocorrem semanalmente na escola, e terão duração de quatro meses, começando no dia 4 de abril, quinta-feira da próxima semana. De acordo com a coordenadora do Alfredo Dub, Suzana Abreu, pessoas interessadas já têm procurado o educandário para se inscrever, inclusive ex-alunos, devido às dificuldades que encontram no momento da realização dos exames a fim de que se tornem habilitados.

Ela explica que, para eles, é como se fizessem a prova teórica em uma outra língua, pois a tradução do português para libras não é perfeita, uma vez que muitos termos não existem na linguagem de sinais e precisam ser adaptados. “É como se alguém que escuta fizesse em espanhol ou inglês, mas ainda temos a vantagem dos restos auditivos. Nós conseguimos identificar as letras que formam as palavras pelo som; eles não, e precisam decorar letra por letra”, esclarece.

Como consequência, muitos acabam não passando no início, e precisam refazer o processo para retirada da CNH, o que pode se tornar um investimento caro. Outros sequer tentam, justamente por esse mesmo motivo. Por tal razão que a Secretaria de Transporte e Trânsito (STT) decidiu ministrar as aulas, já em um formato para facilitar a compreensão dos surdos e melhor prepará-los.

Os interessados podem efetuar a inscrição pelo e-mail professor@alfredodub.com.br e pelo perfil da escola no Facebook, através do messenger. Dúvidas também são esclarecidas por esses mesmos canais.

Intérpretes e provas

De acordo com o Detran/RS, durante o processo de retirada da CNH, os surdos podem solicitar aos Centros de Formação de Condutores (CFCs) a presença de um intérprete de libras – a língua brasileira de sinais. O Departamento possui examinadores capacitados, que prestam auxílio na compreensão das questões.

A presença do profissional é um direito, e não tem custos para o aluno. Conforme o Detran, também está em construção uma prova específica destinada a surdos, inclusive com as questões já gravadas em vídeo, na linguagem de sinais.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.