MP enquadra donos de bares em frente da UCPel

O promotor André de Borba, do Ministério Público em Pelotas, reunido com donos de bares e lanchonetes situados em frente da Universidade Católica de Pelotas, orientou que eles não devem permitir que os clientes levem bebidas para a rua.

Os oito comércios têm até segunda-feira (1) para adotar esse padrão de comportamento.

Se descumprirem, a Guarda Municipal vai começar a notificar os comerciantes.

Bares x UCPel: ‘Pessoal leva cerveja no isopor… Não vai adiantar’

Os comerciantes se dizem preocupados, porque não sabem como vão proibir os clientes de saírem para a rua com bebida. Dizem ainda que não poderão impedir que se reúnam em frente dos estabelecimentos com bebidas trazidas de casa ou de supermercados.

A decisão do promotor é mais uma tentativa de resolver um problema que se tornou crônico, a grande aglomeração de pessoas em frente dos bares.

A multidão ali reunida, maioria de jovens, faz um barulho muito grande, prejudicando o andamento das aulas na Universidade, perturba o trânsito e, quando vai embora, deixa a rua num estado lamentável, garrafas espalhadas, restos de lixo, eventualmente depredações.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.