Estado considera Pelotas ‘infestada’ pelo mosquito da dengue

O Ministério da Saúde divulgou nesta semana o repasse de R$ 1,6 milhão para 88 cidades gaúchas destinado ao custeio das ações de vigilância em saúde.

Desse total, R$ 687 mil seriam uma verba destinada à Secretaria Estadual de Saúde, mas serão aplicados diretamente nos municípios.

A transferência visa atividades de combate ao Aedes aegypti, já que as cidades beneficiadas são consideradas infestadas pelo mosquito.

Veja a lista abaixo, com Pelotas entre as cidades, e o recurso recebido, de R$ 52,745,73

Entre as doenças transmitidas pelo inseto está a dengue, que já teve 81 casos confirmados no ano no RS, assim como a chikungunya e a zika, que somam outros três casos registrados.

Os repasses foram publicados no Diário Oficial da União desta quinta-feira (4), onde consta a relação das cidades e os respectivos valores. Os complementos disponibilizados pelo Estado constam da resolução da Comissão Intergestores Bipartite da SES, que havia aprovado o remanejo de recurso financeiro federal sob gestão estadual para o custeio de ações de vigilância e controle do vetor. Nos próximos dois meses, a mesma medida injetará nesses municípios mais R$ 1,35 milhão.

O Governo do Estado já havia repassado neste ano R$ 2,4 milhões para outros 232 municípios considerados infestados pelo Aedes. O cálculo dos valores correspondentes a cada localidade foi definido de acordo com o número de habitantes.

Casos no Estado

Segundo dados do Informativo Epidemiológico de Arboviroses publicado pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), o Rio Grande do Sul registrou até o momento 81 casos de dengue no ano. Desses, 42 foram contraídos dentro do Estado, distribuídos em 18 cidades. A chikungunya, por sua vez, já teve um caso com circulação dentro do RS, registrado em Esteio.

Transmissão e prevenção

A transmissão da dengue, zika e chikungunya ocorre pela picada do Aedes aegypti. O inseto tem, em média, menos de um centímetro de tamanho, é escuro e com riscos brancos nas patas, na cabeça e no corpo. Para se reproduzir, ele precisa de locais com água parada, que é onde ele deposita os ovos. Por isso, o cuidado para evitar a sua proliferação busca eliminar esses possíveis criadouros, impedindo o nascimento do inseto.

Municípios contemplados

Água Santa: R$ 5.508,00
Almirante Tamandaré do Sul: R$ 4.732,27
Alto Alegre: R$ 5.459,43
Antônio Prado: R$ 8.541,42
Barão de Cotegipe: R$ 5.298,32
Barra do Quaraí: R$ 5.133,48
Barra Funda: R$ 4.750,97
Barros Cassal: R$ 7.019,48
Benjamin Constant do Sul: R$ 4.775,64
Bento Gonçalves: R$ 38.919,82
Boa Vista das Missões: R$ 5.475,77
Bom Princípio: R$ 9.241,93
Cachoeira do Sul: R$ 26.696,53
Camargo: R$ 4.757,98
Campo Bom: R$ 24.956,52
Canoas: R$ 105.387,48
Carazinho: R$ 20.448,46
Carlos Barbosa: R$ 16.720,01
Caxias do Sul: R$ 65.355,62
Coqueiros do Sul: R$ 4.731,64
Cristal do Sul: R$ 5.469,17
Cruzeiro do Sul: R$ 8.802,28
Derrubadas: R$ 6.146,37
Encantado: R$ 14.263,33
Esteio: R$ 36.344,65
Estrela: R$ 19.492,70
Farroupilha: R$ 21.030,83
Fazenda Vilanova: R$ 4.790,78
Feliz: R$ 9.712,88
Forquetinha: R$ 5.464,95
Garibaldi: R$ 19.541,20
Gentil: R$ 4.777,84
Giruá: R$ 10.224,37
Gravataí: R$ 51.900,17
Guaporé: R$ 17.309,61
Ibiraiaras: R$ 5.461,87
Ibirapuitã: R$ 5.466,09
Itapuca: R$ 5.460,20
Jóia: R$ 5.189,49
Lagoa dos Três Cantos: R$ 4.734,60
Lajeado: R$ 24.491,80
Manoel Viana: R$ 5.383,45
Marquês de Souza: R$ 5.468,94
Mormaço: R$ 5.547,30
Muçum: R$ 4.745,73
Nicolau Vergueiro: R$ 5.465,03
Nova Araçá: R$ 5.562,76
Nova Bassano: R$ 6.505,44
Nova Petrópolis: R$ 12.284,63
Nova Prata: R$ 15.714,74
Novo Hamburgo: R$ 86.346,40
Novo Tiradentes: R$ 5.465,23
Novo Barreiro: R$ 4.744,29
Panambi: R$ 18.210,19
Pantano Grande: R$ 8.021,99
Paraí: R$ 4.830,56
Paverama: R$ 5.026,35
Pelotas: R$ 52.745,73
Pinhal: R$ 5.541,73
Pinheirinho do Vale: R$ 5.334,77
Pontão: R$ 4.735,47
Porto Alegre: R$ 290.308,57
Putinga: R$ 4.731,89
Quaraí: R$ 14.335,79
Restinga Seca: R$ 10.259,71
Rio Pardo: R$ 18.046,75
Sagrada Família: R$ 5.468,16
Santa Cruz do Sul: R$ 42.038,39
Sant’Ana do Livramento: R$ 24.388,66
Santa Rosa: R$ 23.650,09
Santo Antônio do Planalto: R$ 4.736,12
Santo Expedito do Sul: R$ 5.463,76
São Borja: R$ 28.701,60
São José do Norte: R$ 16.227,40
São Leopoldo: R$ 59.379,05
Sapucaia do Sul: R$ 33.941,81
Sede Nova: R$ 4.735,96
Serafina Corrêa: R$ 10.317,47
Taquari: R$ 16.776,26
Teutônia: R$ 18.282,74
Tio Hugo: R$ 5.522,63
Travesseiro: R$ 5.469,73
Três Palmeiras: R$ 5.476,57
Tunas: R$ 5.484,66
Vanini: R$ 5.497,41
Veranópolis: R$ 18.160,84
Vitória das Missões: R$ 5.460,52
Westfalia: R$ 5.504,88
TOTAL: R$ 1.616.128,85

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.