Joquei tomba junto com cavalo Strong no último páreo da Tablada

Um jóquei sofreu uma queda no último dos páreos neste domingo, na Tablada.

Foi durante o páreo em homenagem ao Jornal do Turfe.

O cavalo caiu, o jóquei rodou junto.

O cavalo pisou num buraco ou resvalou na lama e tombou por cima do jóquei, alguns metros depois da curva final, já na reta de chegada, na altura dos 300 metros finais do percurso.

O jóquei, Cristiano Machado, cavalgava o animal Homero Strong (forte, em inglês), vestindo camiseta em homenagem ao Farroupilha.

Após a queda, ele ficou no chão, até ser socorrido pelos paramédicos.

Durante o socorro, estava consciente, falando muito, preocupado por ter perdido a corrida.

Os paramédicos o imobilizaram e puseram na ambulância.

Um diretor do Jockey diz que ele sofreu escoriações, mas que, bem, voltou ontem mesmo para POA.

Em nenhum momento perdeu a consciência.

Machado, de 32 anos, trabalha no Hipódromo do Cristal, em Porto Alegre.

Veio a Pelotas de carro, participar das corridas como colegas jóqueis da capital.

Eles racham a gasolina e vêm seguidamente a Pelotas, no carro do jóquei Rogério Arias.

Machado tinha quatro páreos para correr no fim de semana, em Pelotas.

Correu dois, sem problemas.

Ia correr o Grande Prêmio Princesa, maior páreo, mas o cavalo Hubli se machucou, prendeu a pata no box da largada e não pode correr.

Por fim, Machado sofreu a queda relatada no páreo final.

Homero Strong passa bem. Huble tb.

Com informações da leitora Jessica, que nos alertou, e do assessor de imprensa do Jockey, Álvaro Guimarães. 

 

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.