Fez muito bem o MP. O sujeito é ‘doido’

O Ministério Público do Distrito Federal ajuizou ação civil pública para anular o decreto de Ibaneis Rocha, governador do DF, que criou uma carteira de identificação própria para ele, sua equipe e familiares.

Para os promotores, o emedebista está institucionalizando a famosa “carteirada”.

Segundo o MPDFT, a medida atenta contra os princípios constitucionais da administração pública de moralidade e de impessoalidade, também previstos na Lei Orgânica do Distrito Federal.

E constitui um ato típico da monarquia.

“Contrasta com a própria concepção de República, como forma de organização política do Estado brasileiro, na medida em que contempla prerrogativas do serviço público a determinadas pessoas apenas pelo vínculo de sangue, ato típico de uma monarquia.”

Share:

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.