‘Temos cirurgiões e salas cirúrgicas suficientes, mas não há anestesistas interessados nas vagas’

Procurado pelo jornal, o reitor Pedro Hallal comentou o problema da falta de anestesistas no Hospital Escola da UFPel, o que está causando uma fila de mais de 1,5 mil pacientes, retardando cirurgias, com risco real de perda de vidas.

Disse ele:

“De fato, nós temos enfrentado esse problema grave da falta de anestesistas, o que gerou inclusive uma ação do MPF contra a Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares * ), e a questão segue difícil de ser solucionada.

Na época em que o Hospital Escola tinha convênio com a FAU (Fundação de Apoio Universitário), existia a contratação do serviço de anestesia. Isso não é mais viável no modelo atual de gestão pela Ebserh, que assumiu para si a contratação dos anestesistas.

O que tem ocorrido é dificuldade no preenchimento das vagas desses profissionais.

Nós estamos vivendo uma situação completamente atípica; temos cirurgiões e salas cirúrgicas suficientes para fazer muito mais cirurgias do que temos feito. O limitante tem sido a falta de anestesistas; não há anestesistas interessados em preencher as vagas.

Se houvesse mais anestesistas, a fila de espera por cirurgia não existiria.

Aproveitando, deixo um apelo para que as categorias médicas e a sociedade se sensibilizem para essa demanda, assim como a Ebserh, em Brasília, para que compreenda que a gente precisa de mais anestesistas para qualificar a saúde da região”.

O Hospital Escola da UFPel é gerido pela Ebserh.

Ebserh contrata por concurso e os salários são muito bons  

Antes da adesão ao modelo de gestão da Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), estatal federal, o Hospital Escola não tinha problemas com anestesistas, que, naquele tempo, eram contratados como pessoa jurídica, em grupos.

Com a Ebserh, o regime de contratação mudou: só são admitidos profissionais individualmente, por concurso.

Os salários são bons. Para 120 horas de trabalho mensais (24 horas semanais), os salários-base ficam em torno de R$ 10 mil, mas podem mais que dobrar com os benefícios (…)

Sem anestesistas suficientes, mais de 1,5 mil pacientes aguardam cirurgia no Hospital Escola

Anestesistas eram contratados em grupos como pessoa jurídica. Isso acabou

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.