PF faz buscas em inquérito que investiga ataques ao STF

A Polícia Federal (PF) cumpre, nesta terça-feira (16), mandados de busca e apreensão, em três Estados, no âmbito do inquérito que investiga suspeitas de injúria e difamação contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a ação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes.

Segundo a publicação, 10 mandados estão sendo cumpridos. Um dos alvos da investigação é o general da reserva Paulo Chagas (PRP-DF), que foi candidato ao governo do Distrito Federal na eleição de 2018.

No âmbito do mesmo inquérito, o ministro Alexandre de Moraes determinou que os sites da revista Crusoé e O Antagonista retirem do ar reportagem e notas publicadas na semana passada sobre uma menção ao presidente da Corte, Dias Toffoli, feita em um e-mail pelo empresário e delator Marcelo Odebrecht.

A decisão de Moraes, que atendeu a um pedido de Toffoli, é de sexta-feira (12). Os sites foram notificado na manhã desta segunda (15).

A multa por descumprimento é de R$ 100 mil por dia. Moraes também determinou que os responsáveis pelos sites prestem depoimento em até 72 horas.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.