Retórica ‘racial’ tenta retorno de rodas de samba do Mercado

As rodas de samba no Mercado Público foram suspensas dentro do Mercado Público, por causa do grande barulho, que ecoa para a vizinhança.

O promotor André de Borba acolheu reclamações de moradores e recomendou a suspensão das apresentações.

Os músicos fizeram um ato neste domingo (21) no Mercado, reivindicando o retorno das rodas de samba. Dizem que vão ao Ministério Público e que contam com apoio da prefeitura.

No protesto de ontem, Luis Carlos Mattoso, do Movimento O Mercado é Nosso, disse:

“Já enfrentamos isso quando negros eram proibidos de entrar e circular no Mercado. Foi assim no século 20 e agora, no século 21, a nossa geração está enfrentando as mesmas barreiras”.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.