Megaoperação policial combate organização que ameaçava moradores de residenciais

Da Polícia Civil |

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Repressão às Acoes Criminosas Organizadas (DRACO) de Pelotas, desencadeou nesta manhã a Operação Hermanos, visando o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão coletivos em dois condomínios de apartamentos, totalizando 480 buscas.

A ação decorre de investigação acerca da atuação de organização criminosa que extorquia e ameaçava pessoas nos residenciais Montevideo e Buenos Aires, inclusive expulsando os moradores.

Dezoito pessoas foram presas e duas motos e de 10 quilos de maconha foram apreendidos pela Polícia Civil, na Operação Hermanos.

Os nomes dos presos não foram divulgados.

Minha Casa Minha Vida é em parte ‘culpado’ pela criminalidade em seus residenciais

Verificou-se, durante as investigações, que muitos apartamentos serviam como esconderijos de foragidos e armas de fogo.

A ação policial, além de repressiva, objetiva devolver os condomínios aos seus moradores de bem, que são a maioria.

Participam dos trabalhos aproximadamente 600 policiais civis e 50 policiais militares, de várias regiões do Estado, tratando-se da maior operação policial já implementada no sul do Estado.

***

Montevideo e Buenos Aires são condomínios do programa Minha Casa, Minha Vida para a faixa 1 de renda, mais baixa.

Delegado Márcio Steffens fala aos policiais sobre a ação

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.