Connect with us
https://www.mvpthemes.com/zoxnews/wp-content/uploads/2017/07/zox-leader.png

Pelotas & RS

Paula faz pedidos ao governador

Publicado

on

Prefeitura informa:

Prefeita Paula visitou nesta quarta-feira (24) o governador Eduardo e fez os seguintes pedidos:

Reforço na segurança

Em relação à ampliação do efetivo policial, a prefeita explicou que a ação representaria um reforço significativo nas atividades do Pacto Pelotas pela Paz, a fim de que a atuação integrada entre as instituições de segurança seja fortalecida e continue colaborando para reduzir os índices de violência em Pelotas.

Rodoviária

Ao chefe do executivo estadual, também foi requisitado o aval para que a Empresa do Terminal Rodoviário de Pelotas (Eterpel) possa firmar um termo de cooperação com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), com vistas a, futuramente, promover a licitação do terminal para a iniciativa privada, em bases determinadas pela legislação.

Paula justificou que o município é um dos únicos do Rio Grande do Sul que possui empresa pública para gerir, exclusivamente, o funcionamento deste serviço rodoviário e ressaltou que não é função da Prefeitura ou de qualquer outro ente público manter uma estrutura desta natureza.

Parque Tecnológico

Outra demanda apresentada ao governador refere-se à solicitação de emenda ao Decreto 49.335/2012, que estabelece o limite mínimo contínuo de cinco hectares de área para cada Parque Tecnológico no estado. Ocorre que o Parque de Pelotas está assentado em 700 metros quadrados (sede no Areal) e também possui outra área, de 10 hectares, na Sanga Funda.

Como as localidades não são contínuas, a sede acaba sendo prejudicada na participação em editais que lhe seriam inerentes, uma vez que a Procuradoria-Geral do Estado não a reconhece como habilitada. O objetivo é que a emenda corrija a distorção assinalada pelo Município.

Empréstimo de máquinas

A prefeita pediu empréstimo de máquinas ao Estado, como escavadeira hidráulica e caminhão prancha, com o intuito de otimizar e qualificar a manutenção das estradas do interior da cidade. Outra demanda exposta a Eduardo Leite corresponde ao requerimento de doação ao Município da área denominada ‘Chácara da Brigada’ – situada nas imediações do bairro São Gonçalo e Estrada do Engenho.

A ideia é aproveitar-se da localização estratégica do espaço para implementar um Parque Ambiental, com a supervisão da Secretaria de Qualidade Ambiental, que garantiria a preservação do local. A última providência requisitada ao governador equivale ao acesso mais amplo ao Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural, através de um convênio com o órgão ambiental estadual. Atualmente, Pelotas possui mais de 119 mil hectares de áreas georreferenciadas no sistema; apesar de algumas informações já estarem disponíveis, o acesso a outras ainda é restrito.

Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.

Pandemia

Covid: Pelotas registra mais 100 contaminados

Publicado

on

Pelotas registrou 100 novos casos de covid nesta sexta, 22.

Sem mortes.

70 pessoas estão internadas, 59, 3% de ocupação.

21 em UTI, 63,6% de ocupação.

49 em enfermaria, 57,6% de ocupação.

1171 pessoas morreram pela doença em Pelotas, até aqui.

Continue Reading

Pelotas & RS

Sulgás privatizada por quase R$ 1 bilhão

Publicado

on

O controle da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás) foi privatizado hoje (22) em leilão na B3, bolsa de valores de São Paulo, pelo valor de R$ 927,7 milhões. Não houve concorrência. A oferta vencedora, da empresa Compass Gás e Energia, foi igual ao valor de referência.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, presente na cerimônia, considerou positiva a compra, tendo em vista se tratar de um mercado complexo e recém-transformado com o Marco Regulatório do Gás e ainda com uma empresa que tem um modelo de governança que envolve outros atores, como a Gaspetro.

O diretor de Concessões e Privatização do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Fábio Abrahão, lembrou que o último leilão no setor de gás no Brasil ocorreu há cerca de 20 anos e que este é o primeiro fora da Região Sudeste. 

“O que a gente acredita é que em dois, três anos, vai ter a formação de um pipeline muito mais extenso, o que vai facilitar a entrada de outros investidores, inclusive a migração de investidores de outros setores, investidores internacionais e assim por diante”, disse.

O presidente da Sulgás, Carlos Camargo de Colón, manifestou a convicção da importância da privatização como forma de possibilitar ao Estado atuar em áreas essenciais e viabilizar investimentos. “Por que se deve privatizar uma empresa como a Sulgás, produtiva e rentável? Para mim, a resposta é tão óbvia que não titubeei em aceitar esse desafio. Precisamos modernizar a economia e viabilizar maiores investimentos”, disse.

O CEO da Compass Gás e Energia, Nelson Gomes, disse que a companhia avaliará novos ativos que possam vir a ser privatizados no setor. “Nossa estratégia é replicar o modelo de gestão que nós temos com a Comgás, aqui em São Paulo. Agora temos oportunidade de somar os esforços, nossos aqui de Comgás, junto com Sulgás para seguir nessa trajetória”, declarou.

Gaspetro

Em 28 de julho, a Petrobras assinou o contrato para a venda da totalidade de sua participação (51%) na Gaspetro. A compra também foi feita pela Compass. O valor da venda é de R$ 2,03 bilhões. Com isso, viabilizadas as compras, a Compass passa ser acionista majoritária da Sulgás. A Gaspetro tem 49% da companhia gaúcha.

A Compass, que adquiriu a Gaspetro, pertence ao Grupo Cosan, e foi criada em 2020 para atuar no segmento de gás e energia. Atualmente é controladora da Comgás, maior distribuidora de gás do país com mais de 19 mil quilômetros de rede instalada e 2,1 milhões de clientes e com presença em 94 municípios do estado de São Paulo.

Os números da Sulgás apontam uma rede de distribuição de 1.355,1 quilômetros (km), com 42 municípios gaúchos atendidos e 68.116 clientes.

Continue Reading

Eleições 2022

Leite presidente!?, perguntam. Não duvido de nada

Publicado

on

Atualizado: 15h48 | 22/10

De vez em quando me perguntam, por ser jornalista, se acredito que Eduardo Leite vencerá as prévias tucanas. Mais longe, indagam se o jovem pelotense de 37 anos, atual governador do RGS, tem chance de ser eleito presidente da República. Faz tempo que parei de menosprezar quem quer que seja, principalmente os que sobem a rampa do Planalto.

Tudo é possível, até mesmo, como as pesquisas vêm apontando, a volta do Lula. Mais: segundo um Instituto (não lembro o nome, pois têm surgido às pencas), “Lula é, para a maioria dos entrevistados, o líder mais apto a enfrentar a corrupção no governo”. Duvidar de quê?

Se Leite levar a vaga de candidato, terá vencido algo mais: uma tradição. A tradição da força de São Paulo, estado mais rico economicamente, mais poderoso politicamente, mais influente. Será possível? Há quem pense que sim; há quem pense que não é possível. Até onde pode chegar o ex-suplente do ex-vereador Cururu?

Cururu criticava os políticos, inclusive colegas; acabou cassado por quebrar o decoro, ao protagonizar uma estonteante sessão de vodu em plenário, vestindo uma túnica branca e uma coroa de espinhos. Ele arrancou alfinetes de bonequinhos que representavam os colegas vereadores, encontrados em um caixãozinho de madeira no porão da Câmara. Nunca se soube quem depositou o caixãozinho no porão, quando e o motivo. Nem por quê Cururu se lançou numa empreitada cênica tão espinhosa, ao ponto de perder o mandato. Ao perdê-lo, quis o destino que “abrisse a porta” aos cargos eletivos para o suplente Eduardo Leite.

Na sequência EL se elegeu vereador pelas próprias pernas, prefeito e governador. Antes de ir morar no Piratini, perdeu só uma eleição, para deputado estadual, em 2010, ficando na sexta suplência.

Leite

Qualidades próprias EL certamente têm, já deixou claro, inclusive pela sua intimidade com os círculos do poder, incluindo a chamada grande mídia, que vê nele uma boa aposta para o País. De qualquer forma, para quem gosta das coisas esotéricas, não deixará de ser interessante, se Leite um dia acordar no Alvorada, imaginar que tudo tenha começado com um vodu. Já pensou?

Cururu na histórica sessão

Continue Reading

Em alta