Os fetos fumam. Por Roni Quevedo

Roni Quevedo, médico |

Pessoas que convivem com fumantes apresentam índices elevados de monóxido de carbono no sangue. Por este motivo, ocorre falta de oxigênio para todo organismo. O cérebro é um dos órgãos altamente sensível ao déficit de oxigênio.

O limite de resistência/vida sem oxigênio é de no máximo seis minutos.

Um esclarecimento se faz necessário.

O feto de uma grávida fumante, independente do número de cigarros fumados por dia, é considerado fumante ativo.

O feto fuma, portanto, todos os cigarros que sua mãe fuma.

Os problemas decorrentes da agressão das toxinas, cancerígenas ou não, o tabaco poderá provocar alterações para toda a vida desta futura criança. Se ela nascer!

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.