Viana lança Frente Parlamentar da Ovinocultura em Pelotas

Da Assessoria de Viana | O deputado Luiz Henrique Viana (PSDB) lança neste sábado (18), durante a 32ª Fenovinos, em Pelotas, a Frente Parlamentar Estadual pelo Fortalecimento da Ovinocultura. A iniciativa ocorrerá às 8h30, durante a reunião “Gargalos da Ovinocultura”, que se realizará na Casa da Amizade, na Associação Rural de Pelotas.

O objetivo da Frente Parlamentar, que conta com a assinatura de 45 dos 55 deputados estaduais gaúchos, é retomar o crescimento da ovinocultura por meio de um amplo debate com a sociedade para que novas soluções sejam encontradas.

“Queremos incentivar a criação no Estado. Para isso, precisamos driblar os obstáculos que dificultam a produção”, declara Viana.

O coordenador da Câmara Setorial da Ovinocultura, Joal Pontes, aponta que a criação de ovinos já teve destaque na economia do Rio Grande do Sul. O rebanho gaúcho chegou a ter 13 milhões de cabeças. Hoje, tem cerca de três milhões.

A redução tem origem na década de 1980, época de crise do setor da lã em razão da competição com o sintético. O setor também foi afetado pelos avanços da agricultura e pela falta de mão de obra.

A Frente Parlamentar representa um “passo muito importante” para que a Assembleia Legislativa tenha participação não só no incremento da ovinocultura do Rio Grande do Sul, mas que possa ajudar no enfrentamento das dificuldades, avalia a vice-presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), Elisabeth Lemos. Hoje, os produtores têm de lidar com problemas como abigeato e predadores.

A presidente da Associação Brasileira de Criadores de Corriedale (ABCC), Cristina Soares Ribeiro, sustenta que o furto de ovinos e o ataque de cães e javalis comprometem um trabalho de anos já que muitos produtores investem em genética. “Estamos desmotivados com a falta de políticas públicas para coibir essa prática. É preciso que haja uma punição adequada ”, aponta a dirigente.

O site publica releases oficiais, para ter fluxo de informação. Mas informa a procedência do texto para que o leitor fique ciente.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.