MPF acusa Weintraub de danos morais

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte vai apresentar ação contra Abraham Weintraub por danos morais causados a alunos e professores de universidades, informa o blog de Fausto Macedo, no Estadão.

O órgão sugere indenização de R$ 5 milhões pela declaração do ministro de que universidades que fizessem balbúrdia teriam verbas reduzidas e por sugerir que alunos fizessem faxina na UFRN.

“Sua Excelência classificou o ambiente acadêmico e, portanto, os respectivos estudantes e professores como pessoas afetas a algazarra, confusão, desordem ou tumulto. Perceba-se que a consequência que Sua Excelência atribuiu a eventuais atos que, a seu juízo configurariam balbúrdia não foi responsabilizar e individualizar os autores, mas sim atingir a todas as universidades com o citado corte de gastos”, diz trecho da ação.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.