Um nome em ascensão no campo das esquerdas

Pedro Hallal sempre frisa que não é filiado a partido político e que, embora sondado, não pensa em concorrer a prefeito de Pelotas.

Ideologicamente, porém, o atual reitor da UFPel, em entrevista ao Amigos de Pelotas há alguns meses, se definiu claramente como uma pessoa do espectro da esquerda. Na mesma entrevista, falou que seu plano, após o reitorado, era voltar à sala de aula e à pesquisa.

O fato é: querendo ou não, neste momento Hallal é um nome em ascensão no campo das esquerdas na cidade, sobretudo pela sua postura de dar apoio frontal ostensivo aos protestos contra o corte de verbas nas universidades federais brasileiras.

Sua voz suplanta qualquer liderança do PSOL, do PT, do PDT, do PSB e do PCdoB, ao ponto de, nesta quinta-feira (30), ter dito o que disse diante da multidão de manifestantes, uma fala típica na boca de candidatos em eleição (leia no post abaixo).

Pode ter sido empolgação do calor da hora, mas pode também indicar o broto de uma semente.

Uma coisa é evidente nas redes: os bolsonaristas locais o elegeram seu “Inimigo Público Número 1”.

‘Idiota é tu’

1 thought on “Um nome em ascensão no campo das esquerdas

  1. Mais um pesquisador brilhante mordido pela mosca azul do populismo. Que pena!
    Pelos menos já tempos um candidato “de esquerda” para a eleição de 2020. Ainda bem…

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.