Prefeitura cria Brigada Apícola Municipal

Na terça-feira (18), integrantes do projeto Mão de Obra Prisional- do Pacto Pelotas pela Paz -, da Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde (SMS) e apicultores participaram de curso teórico e prático para formação de brigadistas para a Brigada Apícola Municipal – criada efetivamente na data -, com foco na retirada de enxames da zona urbana.

Através da capacitação, os participantes passam a fazer parte da Brigada Apícola Municipal, que vai incentivar a proteção das abelhas por meio do resgate dos enxames localizados na cidade, transferindo-os para o ambiente rural. A ideia é proteger a população urbana, e estimular o público rural a cuidar da espécie e produzir o mel, como forma de atividade rentável.

A ação foi realizada pela Prefeitura, através do setor de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, com participação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Embrapa Clima Temperado.

1 thought on “Prefeitura cria Brigada Apícola Municipal

  1. Parabéns pela iniciativa que visa preservar esses magníficos animais que produzem mel, própolis e cera, além de serem fundamentais à fruticultura como sendo os principais polinizadores; trabalham muito e em um sistema cooperativo. Triste é ver que uma conhecida Instituição de Ensino voltada tradicionalmente ao ensino técnico relativo a essa área, dando maus exemplos: tempos atrás preferiram “incendiar” um enxame, alojado em um tronco de eucalipto junto a um parreiral, sob a alegação que as abelhas poderiam picar alguém, quando poderiam selar a abertura,`a noite, e transferir o tronco para outra área. Aliás, não faltam outros tantos maus exemplos na área ambiental dentro dessa Instituição, seja por omissão, desconhecimento ou descaso, além de anualmente procederem a “poda”(?!) das árvores ornamentais ! É notório e cientificamente comprovado que os enxames de abelhas tem “desaparecido”, provavelmente devido ao uso de pesticidas, para prejuízo da agricultura. É preciso multiplicar os enxames, e não “queimá-los”! Educa-se (ou deseduca-se) pelo exemplo. Que se valorize a apicultura, o plantio de árvores nativas diversificadas, o fim da “poda” isto é, “amputação” ou “mutilação” anual das árvores ornamentais e o replantio das matas ciliares

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.