Connect with us

Brasil & Mundo

Água, ar, alimentos, saúde, lazer…

Publicado

on

A Alemanha tem um governo de direita e Portugal um de esquerda, mas ambos os países tem bons exemplos de cuidados com a natureza, tais como os cuidados com as florestas na Alemanha e as praias com poluição zero em Portugal. Existem coisas que estão acima das ideologias: todos precisamos de água, de ar, de alimentos, de saúde, de lazer, seja qual for nossa preferência política.

Você pode ser contra ou a favor da Lava Jato, pode ser a favor do Lula, do Bolsonaro ou de nenhum, mas se a água que você bebe for contaminada, você vai padecer do mesmo transtorno de todos que beberem da mesma água, mesmo que eles pensem muito diferente de você.

Se o ar estiver poluído aumentam as doenças respiratórias, as alergias e as doenças auto-imunes, entre outras. Num dos paraísos brasileiros, que é Poços de Caldas (sul de Minas Gerais), entre montanhas, os moradores da cidade têm tido incidência maior de tumores devido a fábrica de alumínio que libera micropartículas no ar, o que mesmo sem ser uma poluição visível, é bastante prejudicial à saúde.

Onde vamos em busca de lazer, de descanso, nas férias e feriadões? Para a serra, para a praia, em busca de descanso para o corpo e a alma, de preferência com alguma vista que faça bem aos olhos, com a natureza em alguma paisagem. Lazer também é uma necessidade de todos, essencial para repor energias, e isso não vai ser possível em meio ao cimento ou ao tumulto de nossas ruas e avenidas.

A nossa saúde precisa de sol, de espaços abertos para bem respirar, de alimentos saudáveis, o que não será o caso daqueles contaminados por agrotóxicos. Pois no Brasil neste ano foram liberados 169 novos agrotóxicos, dos quais 26 % já foram banidos na União Européia e 48% são classificados como altamente tóxicos. Além de contaminarem as lavouras e os alimentos ingeridos também escoam para os rios e para a água que será depois captada para bebermos.

Quer você tenha votado no governo ou não, seremos todos afetados da mesma maneira. Se não zelarmos pela saúde do ambiente em que vivemos, será na nossa própria saúde a consequência de toda essa negligência. Não se trata de uma questão ideológica, portanto, mas sim de saúde, de sobrevivência, de cuidado conosco mesmo e com os nossos filhos.

Cada um tem o direito de defender a ideologia que quiser, de votar em quem quiser, e justamente pelo fato de que governos só existem se tiverem apoio popular, cabe a todos nós manifestarmos nosso interesse na qualidade da água, do ar, dos alimentos, da nossa saúde e inclusive do nosso lazer, também essencial para a qualidade de vida. Cobre desse governo e de todos os demais o cuidado com você.

Publicidade

Montserrat Martins é médico psiquiatra, autor de Em busca da Alma do Brasil

Facebook do autor | E-mail: montserrat@tjrs.jus.br

Publicidade
Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Brasil & Mundo

Doria ironiza Grupo Eurasia, que dava vitória a Leite

Publicado

on

O governador de São Paulo, João Doria, foi às redes sociais ironizar o Grupo Eurasia, que divulgou análises dando vitória nas prévias do partido a Eduardo Leite.

 Eurasia é uma empresa de consultoria e pesquisa de risco político.

Continue Reading

Brasil & Mundo

VÍDEO: PF queima balsas usadas em garimpo ilegal no rio Madeira

Porções de ouro e mercúrio foram apreendidas

Publicado

on

Neste sábado (27), agentes da Polícia Federal, Ibama, Marinha e Aeronáutica queimaram 31 balsas usadas para garimpo ilegal no rio Madeira, em Nova Olinda do Norte.

As embarcações estavam abandonadas no rio, e apenas um homem foi encontrado e preso. Porções de ouro e mercúrio foram apreendidas.

Nas últimas semanas, centenas de balsas e dragas atracaram em um único ponto do rio Madeira, para exploração em massa de ouro. 

Os garimpeiros se dispersam do local na sexta-feira (26), mas alguns continuaram operando de forma ilegal.

Publicidade
Continue Reading

Brasil & Mundo

Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos

Governo já distribuiu mais de 306 milhões de doses de vacinas

Publicado

on

O boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde na noite de hoje (27) mostra que o Brasil registrou, em 24 horas, 229 novas mortes em decorrência de covid-19. Com isso, o país chegou a 614.186 mortes durante a pandemia.

O levantamento mostra que 9.233 novos casos da doença foram registrados no sistema de monitoramento da doença. No total, o país registrou até o momento 22.076.863 casos de infecção pelo novo coronavírus. O informativo também traz os dados sobre óbitos em decorrência de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), que somam 119 casos e estão sob investigação de órgãos de saúde.

 país tem 174.396 casos ativos de covid-19 em monitoramento. O número diz respeito a casos diagnosticados que estão sob supervisão médica ou em isolamento.

O número de recuperados é de 21.288.281 casos, o que corresponde a 96,4% do total de infectados.

Estados

No topo do ranking de mortes por estado estão: São Paulo (153.993), Rio de Janeiro (69.011), Minas Gerais (56.143), Paraná (40.771) e Rio Grande do Sul (36.075).

Os estados que menos registraram mortes por covid-19 foram o Acre (1.846), o Amapá (2.002) e Roraima (2.050).

Vacinação

O painel de vacinação do Ministério da Saúde estava fora do ar no momento da apuração dos dados, e a última atualização que consta no vacinômetro do site do ministério registrava, até o dia 25 de novembro, 364.177.468 doses de vacinas distribuídas, com 306.982.366 doses aplicadas – número que compreende a primeira dose, a segunda dose e aplicações únicas.

O ministério registra, ainda, que o governo federal já investiu cerca de R$ 207,3 bilhões em vacinas.

Publicidade

Continue Reading



Publicidade
Publicidade

Mais lidas em três dias