Privatização deverá ser estudada mais à frente, diz novo presidente dos Correios

O general Floriano Peixoto, escolhido por Jair Bolsonaro para comandar os Correios, disse ao Estadão que sua missão será “fortalecer” a empresa, e que a ideia de privatizá-la ainda está sendo estudada.

“O que o presidente pede é que haja um contínuo esforço no sentido de fortalecer a empresa. Esta questão de privatização é algo de maior complexidade, que deverá ser estudada à frente, em melhores condições pelo presidente e até pelo Parlamento brasileiro e eu não ouso dizer nada disso. Estamos lá para dar continuidade ao fortalecimento da empresa, sua recuperação financeira, estabelecer referenciais de eficiência para resgatar a credibilidade que os Correios sempre tiveram.”

As razões do governo para privatizar os Correios

Atendimento dos Correios em Pelotas continua motivo de reclamações

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.