MP-SP pede bloqueio de bens de Alckmin e Goldman em ação sobre Rodoanel

O MP-SP entrou com uma ação por improbidade administrativa contra os tucanos Geraldo Alckmin e Alberto Goldman em caso que envolve o processo de licitação e construção de trechos do Rodoanel, informa a GloboNews.

Além dos ex-governadores de São Paulo, outras 28 pessoas são alvos da ação — entre as quais autoridades e empresários ligados ao consórcio SPMar, vencedor da licitação que está sob suspeita.

O MP-SP pede o bloqueio de bens dos citados em R$ 5,4 bilhões, além da anulação da contratação da SPMar.

A peça também pede que os envolvidos “sejam condenados à perda da função pública (se aplicável), suspensão dos direitos políticos de 8 a 10 anos, pagamento de multa civil de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 10 anos”.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.