A Lava Jato e o canário

A Lava Jato foi uma dessas ocorrências que estavam escritas nas estrelas.

Em algum momento da história do Brasil ela ocorreria.

Vi um filme no Netflix, Democracia em Vertigem. Alguém diz no filme que “em 500 anos, SEMPRE houve corrupção no País”.

Verdade, mas o tempo se estendeu além da conta…

Os críticos da Lava Jato dizem que não foi por acaso que a corrupção virou uma guerra santa contra num governo do PT (com PMDB), como se estivessem sendo perseguidos por serem ‘vermelhos’.

Admitindo por hipótese que a Lava Jato tenha sido fruto de ‘caso pensado’, diria que não foi um ‘golpe contra o PT’, mas ‘contra a hipocrisia’, na hora perfeita, quando ninguém imaginava que o que ocorria há 500 anos tivesse continuado nos governos petistas.

Um golpe ‘contra a hipocrisia’.

Falta saber se o Brasil vai mudar ou continuar leniente. Não devemos alimentar grandes expectativas. Estamos apenas começando um processo contra uma prática viciada.

É obviamente difícil, após 518 anos de corrupção, que o hábito mude de repente, de uma hora para outra.

Nem a esquerda, que fez fama como baluarte moral, escapou.

Como na manchete de um jornal fuleiro, sobre a chacina coletiva de uma família de 20 pessoas:

“Só escapou o canário”.

© Rubens Spanier Amador é jornalista.

Facebook do autor | E-mail: rubens.amador@yahoo.com.br

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.