Avaliação positiva do governo Bolsonaro cai, segundo Ibope

A nova pesquisa CNI/Ibope apontou uma queda na avaliação do governo Jair Bolsonaro.

Aferida entre 20 e 23 de junho, em 126 municípios, os pesquisadores ouviram duas mil pessoas.

A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Dentre os ouvidos, 32% consideraram o governo ótimo ou bom; 32% o perceberam como regular; e outros 32% o acharam ruim ou péssimo. Literalmente: 32, 32, 32.

Na pesquisa anterior, de abril, ótimo ou bom — 35%, regular, 31%, e ruim e péssimo, 27%. O Ibope também perguntou sobre o grau de confiança que os brasileiros têm no presidente. 46% responderam que confiam e, 51%, que não confiam. (G1)

Comparação

Fernando Collor teve ótimo e bom de 45% em maio de seu primeiro ano de governo. Itamar Franco, 34% em janeiro de 1993. Fernando Henrique, em março de 1990, 41%. Lula, 51% em março de 2003. E, Dilma, 56% em março de 2011. (G1)

O maior motivo da queda de Bolsonaro é a política educacional.

Em abril, 44% dos brasileiros não a aprovavam. Em junho subiu para 54%. Era o segundo melhor índice do governo. Despencou para quinto.

A mudança coincide com o período no qual o ministro Abraham Weintraub assumiu o MEC, anunciou o contingenciamento de verbas nas universidades como sendo corte por ‘balbúrdia’ e levou aos protestos de 15 de maio. (Globo)

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.