O momento difícil da prefeita

Há alguns meses, o Amigos fez um pedido à prefeitura. Que nos fornecesse um quadro da situação das contas de Pelotas. O secretário de Finanças, Jairo Dutra, ficou de enviar os números, mas não o fez.

Ontem, em palestra na Associação Comercial, a prefeita Paula Mascarenhas embargou a voz, ao apresentar um resumo da situação das contas do Município, que ela classificou como “estarrecedor”.

Aos presentes, disse:

“De 2016 para cá, as despesas com previdência, precatórios, folha de pagamento e iluminação pública aumentaram em R$ 100 milhões. Estamos fazendo milagre. É incrível que estejamos mantendo Pelotas em dia”.

No mesmo evento, Paula pediu apoio da Câmara para viabilizar a aprovação de projetos de lei barrados pelos vereadores em 2018 e que ela pretende reapresentar para análise do Legislativo, como a criação de uma taxa pela iluminação pública, a ser paga pelos pelotenses.

“Para a gente convencer a Câmara, precisamos ter cidadãos conscientes do que está em jogo. Elevar o debate público, sair da dicotomia, da desconfiança, do partidarismo das questões”, disse a prefeita.

Por fontes, o Amigos foi informado, há cerca de dois meses, que Paula, preocupada, estava emotiva, chegando em alguns momentos a chorar. A voz embargada de ontem, manifestada em público, indica que os relatos emocionais recebidos podem ter um fundo de verdade.

Considerando que a situação das contas seja de fato preocupante ao ponto de “estarrecer”, como classificou Paula, a prefeita vive um momento verdadeiramente difícil.

Paula ‘milagreira’

© Rubens Spanier Amador é jornalista.

Facebook do autor | E-mail: rubens.amador@yahoo.com.br

1 thought on “O momento difícil da prefeita

  1. Estarrecedor é um gestor público fazer mal seu trabalho e pedir para a população pagar a conta. Estratégia absurda do governo Paula, tudo pelo político, nada pela cidade.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.