Cigarro no cinema: anda demais mesmo! Netflix reage

O Netflix liberou um comunicado informando que futuras séries produzidas pelo canal de streaming com classificação etária para maiores de 14 anos, ou filmes PG-13, deixarão de mostrar personagens fumando.

Evitará também evitará mostrar o uso de cigarros ou cigarros eletrônicos em projetos mais orientados para adultos, a menos que seja essencial para a história que está sendo contada.

O porta-voz da empresa frisa:

“Nós também reconhecemos que fumar é prejudicial e, quando retratado positivamente na tela, pode influenciar negativamente os jovens”.

Seguindo esses ideais, o serviço também deixará mais claro na classificação quando um conteúdo fizer referências ao fumo.

A medida provavelmente foi uma resposta ao estudo de um grupo antitabagismo chamado “Truth Initiative”, que afirma que a segunda temporada de Stranger Things (foto) tinha 262 representações do tabagismo, contra 182 da primeira. Coincidentemente – ou não – o anúncio foi feito quase em conjunto com a estréia da terceira parte de Stranger Things.

Nos últimos anos, o cigarro, depois de sumido das telas por bastante tempo, voltou com toda força. é raro ver um filme na safra da última década em que não apareça um personagem ou mais de um fumando.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.