Coluna da Exclusive Sul: “A importância e o cuidado da documentação na compra do imóvel”

Carlos W. Nogueira, Marcelo Karam Nogueira, Arthur Costa e Paulo Schmidt, time da Exclusive Sul

Marcelo karam Nogueira, engenheiro, corretor e sócio da Exclusive Sul |

​A escritura ​do imóvel marca a ​transação de compra e venda de um imóvel. Este procedimento é realizado em um Tabelionato de Notas — popularmente conhecido como “cartório” —, perante o tabelião, o qual é dotado de fé pública. Após a escritura é necessário encaminhá-la para o Registro de Imóveis, onde é efetivada a transferência da propriedade.

Na elaboração de uma escritura pública, além dos documentos pessoais das partes, são solicitadas inúmeras certidões fiscais, tais como as negativas de débitos e de ações, e certidões negativas do imóvel, como IPTU, água e condomínio (se for o caso). Por isso, o primeiro passo é analisar com cuidado todas as certidões e verificar se não há pendências sobre o imóvel.

Estando tudo certo, o próximo passo será efetuar o pagamento do imposto de transmissão de bens imóveis — o ITBI, que é devido ao Município de situação do imóvel. Em Pelotas esta taxa é de 2% da avaliação do imóvel realizada pela Prefeitura.

No caso do financiamento, não é feita a escritura e sim o instrumento particular de compra e venda, o qual é realizado pelo banco e deve ser levado até ao cartório de registro de imóveis. O contrato junto à instituição financeira tem o mesmo valor da escritura.3

  1. O time de parceiros na Exclusive Sul se reveza na produção. A imagem em cor identifica o autor da vez, hoje Marcelo.
  2. Na próxima semana, o corretor Paulo Schmidt, especialista no Parque Una, falará sobre ” Investir em imóveis para retorno rápido como AirBnB”.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.