Mercado financeiro se assusta com vitória da esquerda nas primárias argentinas

Cristina Kirchner e Alberto Fernández

Os mercados financeiros se assustaram com a possibilidade de que o peronismo volte ao poder na Argentina. Um dia após a vitória de Alberto Fernández nas eleições primárias, o peso despencou na abertura do mercado cambial. Uma hora depois, a moeda havia perdido 30% de seu valor. Para comprar um dólar eram necessários 60 pesos, frente aos 45 (ou menos) da última sexta-feira. As ações das empresas argentinas registravam quedas superiores a 50% em Wall Street.

Os surpreendentes quase 15 pontos de diferença entre Fernández e Macri, 47% contra 32%, preparam o caminho do ex-chefe de Gabinete dos Kirchner rumo à Presidência. Se o resultado for mantido nas eleições gerais de outubro, Fernández seria eleito chefe de Estado sem a necessidade do segundo turno.

Macri se antecipou na noite de domingo a uma segunda-feira que seria complicada. Depois de reconhecer sua derrota, pediu a Alberto Fernández que colabore com a governabilidade.“Eu farei a minha parte, como sempre; os vencedores de hoje também têm a sua responsabilidade”, disse na sede da coalizão Juntos pela Mudança.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.