Cobrada, Paula sugere ampliar número de locais de votação para conselheiro tutelar

Com a proximidade maior da eleição municipal, Paula procura agradar partidos

Cobrada por vereadores que denunciaram o baixo número de pontos de votação na eleição para Conselheiro Tutelar, prefeita Paula reagiu.

Vereadores têm interesse na eleição para o CT porque vários candidatos ao CT são afilhados políticos de vereadores, com direito a salário, como eles.

Vereadores reclamavam que havia poucos pontos de votação em bairros, tradicionalmente rincões de votos de vereadores e partidos populistas.

Prefeitura informa:

A prefeita Paula Mascarenhas encaminhou, nesta quarta-feira (11), um ofício ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica) — com cópia para a Comissão Especial para Eleição do Conselho Tutelar — sugerindo a ampliação dos pontos de votação habilitados pela Justiça Eleitoral na eleição dos conselheiros tutelares, processo que ocorrerá em 6 de outubro.

Paula lembrou que a escolha dos conselheiros pelo voto universal é um processo democrático e consolidado, e frisou que, quanto maior a participação popular e maior o número de votos recebidos por candidata (o), mais participativo e legítimo terá sido o processo. 

Atualmente, existem 71 urnas distribuídas entre 33 locais habilitados — a maioria, educandários.

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.