Leite descumpre promessa de pagar em dia servidores no primeiro ano de governo

Eduardo Leite descumpriu a promessa, feita na campanha de governador, de colocar os salários do funcionalismo em dia no primeiro ano de governo.

Para isso, ele pretendia vender ações do Banrisul por um preço, mas o mercado finalizou com valor menor, frustrando o plano de emergência do governo.

O problema do atraso nos salários deve permanecer, porque o governo não possui fonte de recursos que garanta o “fluxo de caixa” necessário.

Como o governo gaúcho gasta mais do que arrecada, e diante do fracasso da venda das ações, analistas acreditam que vai aumentar a pressão do mercado e do governo federal para que o Piratini venda do banco inteiro.

O quadro geral deve piorar se o STF derrubar a liminar que permitiu ao Estado suspender, temporariamente, o pagamento da dívida com a União.  

Para piorar, o ministro Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, em palestra na Associação Comercial de Porto Alegre, afirmou que “a adesão do Rio Grande do Sul ao regime de recuperação fiscal da União não sai neste ano”.

Leite desiste de vender ações do Banrisul

Governo tentou vender ações “a preço de banana”, diz ex-presidente do Banrisul após cancelamento da operação

“Jamais faríamos uma venda a qualquer preço”, diz Leite ao anunciar cancelamento de negociação de ações do Banrisul

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.