Para chefe de RH da Havan, bom senso prevalecerá

O chefe de Recursos Humanos da Havan, Aurélio Paduano, disse ao jornal, por telefone, que foi surpreendido com a notícia de que o Sindicato dos Empregados do Comércio de Pelotas vai decidir em assembleia diretiva (sem participação funcional) se homologa ou não o acordo sobre o regime de trabalho dos funcionários da unidade pelotense da Havan.

Paduano conta que as negociações ocorrem há quase um ano e estavam bem encaminhadas. “Nós ficamos surpresos, pois estamos com tudo encaminhado, 80 pessoas selecionadas e prontas para entrar na fase de treinamento”.

“Mesmo assim, estamos otimistas, acreditando que o bom senso prevalecerá”, concluiu.

Se, na reunião desta sexta, o Sindicato for contra, a questão nem será submetida aos funcionários que estão sendo contratados pela Havan.

A Assessoria diz que se a posição for contrária, a empresa pode desistir de abrir unidade em Pelotas.

Havan pode desistir de abrir loja em Pelotas

 

Obrigado por participar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.